Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

António de Sousa: "Os critérios vagos e genéricos permitiram uma maximização do valor" da venda da ANA

António de Sousa, presidente da Comissão de Acompanhamento para a Privatização da ANA, retirou algumas das conclusões do relatório feito pela sua equipa, entre as quais a importância da "maximização do valor" para a venda da dona dos aeroportos.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 09 de Julho de 2014 às 11:22

O presidente da comissão, chamado à Comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas no decurso de um requerimento potestativo do PS, referiu que a avaliação do negócio aconteceu durante o processo, "situação que aconteceu noutras privatizações, o que pode permitir um maior encaixe no seguimento da privatização. E não teve efeitos negativos".

 

Quanto aos critérios de selecção, António de Sousa admitiu que estes "são vagos, o que permitiu um maior peso do valor" e como as duas propostas de maior valor eram muito semelhantes, foi mais uma vez o valor que foi distintivo.

 

António de Sousa também recordou que a comissão foi nomeada já durante o processo negocial, mas que no final um dos aspectos relevantes foi não ter havido "contestações".

 

Recorde-se que a privatização foi ganha pela Vinci, por um valor de 3 mil milhões de euros.

Ver comentários
Saber mais António Sousa ANA privatização
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio