Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Apartamentos em "resorts" no Algarve ultrapassam 5 mil euros por metro quadrado

O turismo residencial de luxo no Algarve está a dar sinais de vitalidade e o preço do metro quadrado já ultrapassa os cinco mil euros em algumas tipologias de apartamentos da Quinta do Lago, Vale do Lobo e Almancil, aponta um estudo de mercado realizado p

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 03 de Julho de 2007 às 13:26
  • Partilhar artigo
  • ...

O turismo residencial de luxo no Algarve está a dar sinais de vitalidade e o preço do metro quadrado já ultrapassa os cinco mil euros em algumas tipologias de apartamentos da Quinta do Lago, Vale do Lobo e Almancil, aponta um estudo de mercado realizado pela consultora Prime Yield e pela mediadora IRG.

Nestas três localizações, que formam o que o estudo designa por "Golden Triangle", o valor médio do metro quadrado em apartamentos de "resorts" é de 5.182 euros nos T0, de 5.150 euros nos T1, 4.952 euros nos T2 e 4.448 euros nos T3. Esta é a região mais cara do Algarve.

A parte do Algarve que apresenta opções mais económicas no segmento de apartamentos em "resorts" é a do Sotavento (que inclui, entre outros, Faro, Olhão, Castro Marim, Tavira e Vila Real de Santo António). Aqui o metro quadrado dos apartamentos varia entre os 2.734 euros dos T3 e os 3.364 euros por metro quadrado dos T0.

O Barlavento e a área de Vilamoura têm, de acordo com a Prime Yield e a IRG, preços intermédios.

O director da IRG, Maurice Elst, considera que em Portugal "o Algarve é a zona mais fácil de vender". Na apresentação dos resultados do estudo Maurice Elst comentou ainda que "neste momento Portugal está muito desenvolvido no mercado de segunda residência". Uma das vantagens identificadas pelo responsável da IRG é que "os valores em Portugal no mercado de luxo são mais baixos que os de outras localizações [europeias] da mesma qualidade".

O estudo hoje divulgado partiu de uma amostra de cerca de 3 mil unidades, entre apartamentos e moradias de ‘resorts’ e condomínios. A pesquisa abrange quatro regiões no Algarve (Gold Triangle, Vilamoura, Sotavento e Barlavento) e três no resto do país: Costa Azul (litoral alentejano), Costa de Prata (Óbidos, Torres Vedras e Caldas da Rainha) e Estoril/Cascais.

Outras Notícias