Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

APAVT e AHP reforçam aliança para defesa de interesses do sector

A APAVT–Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo e a AHP–Associação dos Hotéis de Portugal reforçaram a sua parceira, com o objectivo de defenderem melhor os seus interesses, de acordo com os presidentes das duas entidades.

Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 02 de Novembro de 2005 às 16:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A APAVT–Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo e a AHP–Associação dos Hotéis de Portugal reforçaram a sua parceira, com o objectivo de defenderem melhor os seus interesses, de acordo com os presidentes das duas entidades.

«Estamos a formalizar uma situação que já vem existindo, para resolver pequenos problemas» afirmou Luis Alves de Sousa, presidente da AHP, em conferencia de imprensa.

As duas associações pretende reforçar a sua representatividade e aliar esforços em áreas como a promoção, particularmente nas Agencias Regionais de Promoção Turística e nas Regiões de Turismo.

O primeiro passo nesse sentido já tinha sido dado. A AHP aliou-se à APAVT no centro de arbitragem que tem como objectivo resolver os problemas entre clientes e fornecedores.

Para Vitor Filipe, presidente da APAVT, sublinha que as «duas associações são as mais representativas do sector, não menosprezando a associação dos restaurastes, e estamos condenados a entendermo-nos».

Este protocolo, hoje assinado, tem a duração de um ano sendo automaticamente renovável.

Associações reforçam posição contra o aeroporto

As duas associações reforçaram a sua posição contra o novo aeroporto na Ota, considerando em alternativa a hipótese de um aeroporto no Montijo.

«É consensual que queremos um aeroporto em Lisboa» afirmou Vitor Filipe, acrescentando que «tem que haver uma remodelação rápida do aeroporto, ele é uma vergonha, não queremos acusar a ANA, mas a ANA tem uma tutela que são os Governos».

Segundo a opinião destas duas associações, o aeroporto da Portela deverá manter-se precisando de uma remodelação, as deverá haver um segundo na região de Lisboa que poderia ser o Montijo.

«A Ota vai matar o aeroporto Sá Carneiro e o turismo em Lisboa», refere o mesmo responsável.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias