Transportes APED lamenta que negociações “não tenham sido suficientes" para cancelar greve

APED lamenta que negociações “não tenham sido suficientes" para cancelar greve

Gonçalo Lobo Xavier referiu ainda que os associados da APED se têm vindo a preparar, nas últimas semanas, "com ações de logística, que possibilitem dar resposta aos pedidos da população".
APED lamenta que negociações “não tenham sido suficientes" para cancelar greve
Paulo Duarte
Negócios 10 de agosto de 2019 às 21:25

A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) lamentou hoje que as negociações entre patrões e sindicatos "não tenham sido suficientes" para cancelar a greve dos motoristas e disse que não se devem verificar perturbações no fornecimento de produtos.

"A APED lamenta que as negociações entre as partes não tenham sido suficientes para desconvocar a greve", afirmou o diretor-geral da APED, Gonçalo Lobo Xavier, em resposta à Lusa.

Por outro lado, os distribuidores defenderam ainda que "o cumprimento dos serviços mínimos será fundamental para minimizar os possíveis impactos".

Gonçalo Lobo Xavier referiu ainda que os associados da APED se têm vindo a preparar, nas últimas semanas, "com ações de logística, que possibilitem dar resposta aos pedidos da população".

Adicionalmente, a associação espera que os serviços mínimos decretados sejam cumpridos "de forma ordeira, segura e tranquila", uma vez que estes deverão "possibilitar evitar perturbações no fornecimento atempado de produtos e bens a todo o país".




Marketing Automation certified by E-GOI