Automóvel APIA denuncia a inactividade do IMT face às ilegalidades no sector das inspecções em Portugal

APIA denuncia a inactividade do IMT face às ilegalidades no sector das inspecções em Portugal

"A actividade inspectiva do IMT está, ou parece estar, paralisada", acusa a Associação Portuguesa de Inspecção de Automóveis.
APIA denuncia a inactividade do IMT face às ilegalidades no sector das inspecções em Portugal
Negócios 20 de fevereiro de 2018 às 15:25

A APIA - Associação Portuguesa de Inspecção de Automóveis, acusa a entidade reguladora, o Instituto de Mobilidade e Transporte (IMT) de fomentar uma concorrência desleal no sector das inspecções em Portugal. Em causa estão dezenas de centros de inspecção automóvel que operam de forma ilegal em Portugal.  

Segundo um comunicado da APIA, existem centros de inspecção mal construídos e mal situados, com erros que não constam no projecto inicial, o que leva a insegurança para os utilizadores no acesso e na circulação das viaturas tanto no interior como no exterior.

 

No comunicado consta também a denúncia de centros que promovem práticas agressivas comerciais, ou seja, avançam com ofertas de inspecções automóvel, o que contraria a legislação em relação ao preço tabelado e obrigatório em vigor.

 

A Associação Portuguesa de Inspecção de Automóveis alerta ainda para a falta de acção do IMT face a estas irregularidades: "o silêncio e a inactividade do regulador são ensurdecedores" e acrescentam que "a actividade inspectiva do IMT está, ou parece estar, paralisada".

 

A APIA apela ao órgão regulador a execução das suas funções e responsabilidades sem assistir passivamente a uma concorrência desleal. Promete ainda continuar a lutar pela reposição de um clima de legalidade no sector de inspecção automóvel.




pub