Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Apple: Novos produtos a caminho para acompanhar iPhone 6

O burburinho fez-se logo sentir na imprensa internacional e entre os investidores. No fundo, são tudo projectos cujas intenções já eram faladas ao longo dos últimos meses.

Tim Cook, CEO da Apple, avaliada em 147,8 mil milhões de dólares
Bloomberg
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 23 de Julho de 2014 às 14:12
  • Partilhar artigo
  • ...

A apresentação de resultados acabou por se revelar também um espaço para anunciar uma nova etapa na Apple. O CEO Tim Cook antecipou na terça-feira, 22 de Julho, novos produtos. Já o director financeiro Luca Maestri falou num "Outono muito ocupado".

 

Sem concretizarem quais os novos produtos a caminho, o burburinho fez-se logo sentir na imprensa internacional e entre os investidores. Para além dos novos iPhones com ecrãs maiores (dois modelos com 4,7 e 5,5 polegadas), fala-se da entrada no ramo dos ‘wearables’ (com o vulgarmente denonimado iWatch) e numa actualização da Apple TV, diz a Bloomberg.

 

No fundo, são tudo projectos cujas intenções já eram faladas ao longo dos últimos meses. Com este anúncio oficial poderão ganhar um novo impulso, colocando fim ao período de espera por novos produtos Apple. "Mal podemos esperar para mostrá-los", realçou Cook.

 

Com os iPhones com ecrãs maiores em desenvolvimento, a tecnológica americana está ciente que muitos consumidores estão a optar por atrasar a compra de telemóvel para depois do seu lançamento, o que implicará uma pressão sobre as vendas do actual trimestre. A empresa projecta vendas entre os 37 e os 40 mil milhões de dólares para este período, que termina em Setembro, abaixo dos 40,6 mil milhões de dólares estimados pelos analistas.

 

Por sua vez, os analistas consultados pela Bloomberg consideram que os novos modelos de iPhone serão os produtos a registar melhores vendas desde a introdução do iPhone em 2007. A Apple responde assim a uma tendência de mudança de preferência dos consumidores no que diz respeito ao tamanho dos ecrãs, que já tinha sido adoptada por marcas como a Samsung.

 

A companhia de Tim Cook continua a definir a China como um mercado importante para o seu crescimento. No último trimestre, as vendas de iPhones e iPads a crescer na ordem dos 50%, muito impulsionadas com a recente parceria com a China Mobile. Aos mercados com potencial de crescimento juntam-se Brasil, Índia e Rússia.

 

O CEO revelou ainda que a Apple pode continuar o seu processo de aquisições. Desde o início do ano fiscal de 2013, diz a Bloomberg, a tecnológica já adquiriu 29 empresas. No último trimestre, realizou cinco acordos. Um deles com a IBM, com vista a conseguir vender iPhones e iPads para grandes companhias e criar um negócio ligado às aplicações da área empresarial.

 

No último trimestre, a Apple registou um aumento de 12% nos seus lucros, que se fixaram nos 7,75 mil milhões de dólares. A sua receita aumentou 6% no mesmo período, para os 37,4 mil milhões. A explicar os valores estão as fortes vendas de iPhones e Macbooks, que compensaram a queda na procura de iPads, explica a Bloomberg.

Ver comentários
Saber mais Tim Cook Luca Maestri Apple TV Apple IBM economia negócios e finanças ciência e tecnologia tecnologias de informação tecnologia (geral)
Outras Notícias