Transportes Arábia Saudita investe 3,5 mil milhões na Uber

Arábia Saudita investe 3,5 mil milhões na Uber

O fundo soberano da Arábia Saudita fez a sua maior aposta de sempre numa companhia privada e destaca a Uber como a "start up" que recebeu maior volume de investimento. A empresa está avaliada em  62,5 mil milhões de dólares.
Arábia Saudita investe 3,5 mil milhões na Uber
Kai Pfaffenbach/Reuters
Nuno Carregueiro 02 de junho de 2016 às 08:46

O Public Investment Fund, fundo soberano da Arábia Saudita, realizou um investimento de 3,5 mil milhões de dólares para entrar no capital da Uber, naquela que até agora foi a maior aposta de sempre deste fundo numa companhia privada.

 

O PIF vai passar a deter cerca de 5% do capital da Uber e o seu director-geral, Yasir Al Rumayyan, vai entrar no conselho de administração da companhia, noticia hoje o Financial Times.

 

Com este investimento, a Uber reforça o estatuto de "start up" que já recebeu o maior volume de investimento. Até agora a companhia já angariou mais de 11 mil milhões de dólares, dinheiro que está a utilizar para financiar a forte expansão, uma vez que está presente já em cerca de 70 países.

 

O Financial Times assinala com a Uber e outras jovens companhias estão a mudar o paradigma do financiamento das empresas fora das bolsas, que envolve somas cada vez mais avultadas. Para o ilustrar, o jornal britânico lembra que o Google angariou apenas 25 milhões de dólares dos investidores antes de dispersar capital em bolsa em 2004, numa operação que resultou num encaixe de apenas 2 mil milhões de dólares.

 

Com o investimento do PIF, a Uber concluiu uma nova ronda de financiamento, onde já entraram companhias como a russa LetterOne e a chinesa Baidu e que tem por base uma avaliação da companhia de 62,5 mil milhões de dólares.

 

Mas a Uber não é a única empresa de serviços de táxi a receber o interesse dos investidores. A rival chinesa Didi Chuxing recebeu um investimento de mil milhões de dólares por parte da Apple.

 

O acordo entre a Uber o PIF não obriga a empresa a reforçar a presença na Arábia Saudita, mas este é um mercado onde a Uber está em forte expansão dado o seu serviço ser bastante popular, sobretudo entre as mulheres (que estão proibidas de conduzir). Ao contrário do registado na Europa, onde vários países proibiram a actividade da Uber, no Medio Oriente a Uber está facilmente a expandir o seu serviço.

 

"Vimos em primeira mão como esta empresa está a melhorar a mobilidade urbana em todo o mundo e queremos fazer parte deste processo", afirmou Yasir al Rumayyan, destacando também que este investimento do PIF também mostra como a Arábia Saudita está a alterar o seu perfil de investidor, "ao colocar o nosso dinheiro num negócio visionário".

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI