Desporto Árbitros portugueses concordam com ensaios das tecnologias vídeo no futebol

Árbitros portugueses concordam com ensaios das tecnologias vídeo no futebol

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), José Fontelas Gomes, manifestou esta sexta-feira, 8 de Janeiro, concordância com os ensaios para a introdução vídeo como "um passo para ajudar nas decisões mais polémicas", conforme recomendação recente do International Board.
Árbitros portugueses concordam com ensaios das tecnologias vídeo no futebol
Reuters
Lusa 08 de janeiro de 2016 às 16:58
Em declarações à agência Lusa, o dirigente corporativo dos árbitros recordou que "a APAF já manifestou a sua disponibilidade, em tempos, para a introdução de novas tecnologias, sendo a questão do vídeo uma delas", aludindo aos ensaios preliminares sugeridos pela organização que dita as regras do jogo.

"A nossa preocupação é saber em que sentido essa inovação é aplicada e com que critérios, o que parece ser também a grande dificuldade do International Board, que tem estado a analisar o processo", disse Fontelas Gomes.

Para o presidente da APAF, deve saber-se "em que momentos é que se pode aplicar essa tecnologia" e é importante "que não desvirtue o futebol, com paragens, por exemplo".

"Quanto ao passo em si, de abertura a novas tecnologias com ligação directa à arbitragem, parece-me um bom indicador para que, no futuro, também em Portugal se possa experimentar e aplicar", justificou.

Fontelas Gomes considera, assim, que se trata de melhorar o trabalho dos árbitros: "Com o número de câmaras que temos nos campos, torna-se difícil aos árbitros competir com essas mesmas câmaras, tendo em conta o fator humano, nomeadamente o poder ver de vários ângulos".

"Os árbitros estão disponíveis e entendem que será uma mais-valia nesse sentido, isto é, na ajuda do seu trabalho em campo, de ângulos em que não conseguem ver, estar e posicionar-se, analisando aquilo que são as jogadas mais intensas e de difícil análise", acrescenta.

Em resumo, "vai ajudar e será bom para todos, para os árbitros, que terão menos especulação, que poderão fazer todo um trabalho mais próximo do que se passa em campo".

O International Board (IFAB) recomendou, na quinta-feira, ensaios preliminares sobre a introdução de tecnologia vídeo como apoio ao trabalho dos árbitros, decisão que poderá ser ratificada formalmente na próxima reunião da organização,



Marketing Automation certified by E-GOI