Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

AstraZeneca aumenta os lucros em 25% com venda de Nexium

A AstraZeneca, a segunda maior farmacêutica da Reino Unido, aumentou os lucros 25%, com as vendas do Nexium, medicamento para úlceras, a crescerem, no segundo trimestre.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 22 de Julho de 2004 às 12:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A AstraZeneca, a segunda maior farmacêutica da Reino Unido, aumentou os lucros 25%, com as vendas do Nexium, medicamento para úlceras, a crescerem, no segundo trimestre.

Os resultados líquidos foram de 833 milhões de dólares (679,42 milhões de euros), ou 50 cêntimos por acção, face a 666 milhões de dólares (543,21 milhões de euros), ou 39 cêntimos, registados no mesmo período do ano passado, anunciou a empresa.

Estes resultados superaram as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg que esperavam lucros na ordem dos 809 milhões de dólares (659,84 milhões de euros). As receitas cresceram 18% para 5,29 mil milhões de dólares (4,31 mil milhões de euros).

O presidente executivo, Tom McKillop, está a tentar assegurar aos investidores que o novo medicamento de combate ao colesterol pode alcançar os objectivos de vendas, atingindo 20% de quota, num mercado avaliado em 20 mil milhões de dólares (16,31 mil milhões de euros).

A empresa está confiante que os medicamentos (Nexium, o Crestor e o Iressa - medicamento de combate ao cancro) impulsionem os ganhos e compensem as vendas baixas do Prilosec, medicamento antigo para úlceras.

O Crestor aumentou as prescrições em 6,36% no mercado norte-americano de colesterol e 5,39% do mercado devido a novas prescrições.

As acções da AstraZeneca seguiam a valorizar 0,67% para 24,1 libras.

Outras Notícias