Aviação Autarca do Porto recusa "lições" de Vigo por causa de voos da TAP

Autarca do Porto recusa "lições" de Vigo por causa de voos da TAP

O presidente da Câmara de Vigo quer que a União Europeia investigue as declarações de Rui Moreira, que contestou a intenção da TAP de abrir uma rota entre Lisboa e a cidade galega. O autarca do Porto diz que não recebe lições do seu homólogo.
Autarca do Porto recusa "lições" de Vigo por causa de voos da TAP
Lusa 10 de fevereiro de 2016 às 15:18

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, recusou esta quarta-feira "receber lições" do seu homólogo de Vigo e reafirmou as declarações sobre a TAP que levaram o autarca Abel Caballero a pedir investigações à União Europeia (UE).


"O presidente da Câmara de Vigo pediu à UE para investigar as minhas palavras. Até pode chamar a PIDE. O presidente da Câmara do Porto não recebe lições de Vigo", frisou Rui Moreira, na reunião camarária pública.

Moreira tem criticado a estratégia da TAP para o Porto, nomeadamente a ligação Vigo-Lisboa, por considerar que a mesma vai "drenar o tráfego da Galiza e retirar passageiros" ao aeroporto Francisco Sá Carneiro.


O jornal Faro de Vigo revela esta quarta-feira que o presidente da Câmara de Vigo, Abel Caballero, "pediu à UE que investigue as declarações de Moreira sobre Vigo-Lisboa".

De acordo com o diário galego, Caballero diz que, ao reprovar a intenção da TAP em abrir uma rota entre Vigo e Lisboa no Verão, as declarações de Moreira "atacam o mercado livre e ameaçam uma empresa".


"O presidente da Câmara de Vigo perguntou quem é o seu homólogo do Porto para impor um critério monopolista a uma decisão livre de uma empresa" e questionou se as palavras de Moreira visam uma "ameaça política", descreve o Faro de Vigo.


O presidente da Câmara do Porto acusou esta quarta-feira a TAP de ter em curso uma estratégia para "destruir o aeroporto Francisco Sá Carneiro", com vista a construir, em Lisboa "um novo aeroporto e uma nova ponte".


O autarca falava durante a reunião camarária pública e prometeu não desistir da "guerra séria" para que a TAP, agora detida em 50% pelo Estado, restabeleça as rotas que anunciou querer suspender a partir do aeroporto do Porto, nomeadamente para Roma, Milão (Itália), Bruxelas (Bélgica) e Barcelona (Espanha).


Numa conferência de imprensa realizada a 21 de Janeiro, Moreira manifestou-se "preocupado" por perceber que "a TAP abandona o médio curso e começa a operar uma linha Vigo-Lisboa".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI