Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Aviação mundial com mais 6,4% de passageiros e recorde de lucros em 2015

Os lucros operacionais das companhias aéreas poderão superar os 54 mil milhões de euros este ano, beneficiando da baixa do petróleo. As "low cost" transportaram 950 milhões de pessoas, 28% do total.

Bloomberg
Ana Serafim anaserafim@negocios.pt 29 de Dezembro de 2015 às 19:32
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

A indústria aérea mundial deverá somar 3,5 mil milhões de passageiros em voos regulares este ano, mais 6,4% do que em 2014, segundo os dados preliminares divulgados pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI).

Em 2015 é também esperado um novo recorde nos lucros operacionais, que poderão chegar aos 60 mil milhões de dólares (54,7 mil milhões de euros), um aumento de 42,9% face aos 40 mil milhões de dólares (38,3 mil milhões de euros) alcançados no final do ano passado.

Realçando que mais de um terço destes resultados é gerado pelas companhias norte-americanas, a OACI explica em comunicado que "a significativa baixa no custo do combustível e o impacto positivo do crescimento do tráfego aéreo compensaram o efeito misto de um dólar forte nas receitas e nos custos unitários das transportadoras aéreas".

Além disso, a diminuição do preço do petróleo também contribuiu para atrair mais passageiros porque permitiu às empresas "ter alguma flexibilidade para baixar tarifas".

Num ano em que a oferta de lugares de avião aumentou 6,1% globalmente – variando entre 0,1% em África e 13,8% no Médio Oriente – a taxa de ocupação das aeronaves melhorou 0,5 pontos percentuais face a 2014, para 80,2%.


"A indústria da aviação é composta por mais de 1.400 companhias aéreas comerciais, 4.130 aeroportos e 173 prestadores de serviços de navegação aérea e continua a desempenhar um papel decisivo no estímulo ao crescimento do turismo e do comércio. Actualmente, mais de metade dos turistas usam o transporte aéreo e cerca de 35% do comércio mundial em valor é feito é feito por avião", detalha a organização.

Do total de passageiros, 950 milhões viajaram em companhias de baixo custo. "A presença crescente das 'low cost' nas economias emergentes foi um importante contributo para o crescimento generalizado do tráfego de passageiros", continua.

Quanto a 2016, "a esperada nova descida nos preços do petróleo aliada a uma melhoria económica, deverá permitir que o tráfego de passageiros e o lucro do sector continuem a sua rota ascendente", conclui a ICAO.
Ver comentários
Saber mais Organização Internacional da Aviação Civil aviação transportes
Outras Notícias