Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca adere ao seguro de crédito para crescer nos empréstimos à habitação

Vários bancos portugueses, entre os quais a Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Banco BPI, estão a recorrer ao seguro de crédito para, entre outros objectivos, aumentarem o seu negócio de crédito à habitação.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 12 de Agosto de 2008 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Vários bancos portugueses, entre os quais a Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Banco BPI, estão a recorrer ao seguro de crédito para, entre outros objectivos, aumentarem o seu negócio de crédito à habitação.



É que este instrumento de garantia permite às instituições financeiras aceitarem empréstimos em que o comprador do imóvel necessita que o banco financie praticamente a totalidade do valor do imóvel sem necessidade de haver fiadores. Créditos que, normalmente, a banca tem maior tendência em recusar, sobretudo no actual contexto de crise financeira.



"O seguro de crédito permite que os bancos concedam empréstimos a novos segmentos de clientes, como o dos jovens que querem comprar a primeira casa ou trocar de imóvel mas não têm poupanças para dar uma grande entrada", explica Eduardo Ribeiro, director da Genworth Mortgage Insurance, seguradora de crédito hipotecário do grupo General Electric.



Além da CGD e do BPI, esta companhia de seguros tem como clientes mais quatro bancos a operar em Portugal, entre os quais o Banco Popular.









logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias