Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banco Best com 10,7 milhões de prejuízos em 2002; BES e PT injectam 12 milhões (act)

O Banco Best, banco «online» do BES e da Portugal Telecom, registou prejuízos de 10,7 milhões de euros em 2002. O banco realizou um aumento de capital de 12 milhões de euros no início de 2003, suportado pelos seus accionistas.

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Fevereiro de 2003 às 12:40
  • Partilhar artigo
  • ...
(actualiza com mais informação e declarações de Isabel Ferreira)

O Banco Best, banco «online» do BES e da Portugal Telecom, registou prejuízos de 10,7 milhões de euros em 2002. O banco realizou um aumento de capital de 12 milhões de euros no início de 2003, suportado pelos seus accionistas.

«Estamos exactamente em linha com os resultados previstos para 20002, o que é francamente positivo face à conjuntura», disse Isabel Ferreira, presidente da Comissão Executiva da instituição, reiterando o objectivo de «break even» para 2005.

Esta performance dos resultados em 2002 «ficou a dever-se ao lado das receitas e à manutenção de uma política rigorosa de controlo de custos», justificou a mesma fonte em conferência de imprensa.

O banco prevê registar prejuízos em 2003 em linha com os obtidos em 2002, valores previstos no «business plan» da instituição financeira.

O Banco Best, que fechou 2002 com 10 mil clientes activos, estima que em 2003, estima duplicar a base de clientes no presente ano, com o auxílio da captação de clientes através da nova rede de promotores. Além deste canal, o Banco Best mantém 120 agentes e sete lojas da PT onde angaria clientes e vende instrumentos financeiros.

No conjunto de 2002, o Best alcançou activos sob gestão nos 204 milhões de euros, o que traduz um crescimento de 110% de recursos captados face a 2001. Na corretagem «on-line», o Best detém uma quota de 8,4% do total facturado, sendo que 10% dos clientes do banco têm carteira de fundos e carteira de títulos.

Os fundos serão produtos que o banco estima aumentar a sua quota, visto que em Portugal, este instrumento tem um elevado potencial de crescimento. «Pensamos que é uma área que vai crescer muito», acrescentou Isabel Ferreira.

O volume de vendas em produtos estruturados cresceu cinco vezes, em 2002, face ao ano anterior ascendendo a 18 milhões de euros.

A presidente executiva do Banco Best não quis avançar estimativas para o montante de vendas e activos sob gestão, referindo que «vamos querer aumentar até o máximo possível os activos sob gestão. O que seria importante era ter split interessante de produtos mais complexos», revelou a mesma fonte.

Dos clientes dos BES, 17% mantêm-se como clientes do Best, referiu a mesma fonte.

Best investe 13 milhões de euros em 2003

Para desenvolver a actividade em 2002 o Banco Best prevê investir 13 milhões de euros, à semelhança do montante gasto no ano anterior, informou Isabel Ferreira..

O Banco Best prevê investir 23% da dotação global para 2003 em tecnologias de informação, sendo que o restante capital será gasto em «marketing» e recursos humanos, bem como em novas infra-estruturas.

Em declarações ao Negocios.pt, Isabel Ferreira destaca que 25% do total, ou 3,25 milhões de euros, serão investidos em campanhas de marketing para promover a marca.

Para o segmento de recursos humanos, o Best prevê desembolsar 20 a 22% do total ou mais de 2,6 milhões de euros. O restante capital, será gasto em infra-estruturas, disse ao Negocios.pt a mesma fonte.

PT investe 4,08 milhões de euros com aumento de capital; BES gasta 7,92 milhões

A fim de financiar o desenvolvimento da actividade o banco efectuou já um aumento de capital de 12 para 55 milhões de euros.

Os accionistas subscreveram na proporção da sua participação este reforço de capital. A Portugal Telecom com 34% do Banco Best, desembolsou 4,08 milhões de euros nesta operação, enquanto o Grupo BES, que participa no Best através de 4 subsidiárias, injectou 7,92 milhões de euros no referido aumento de capital.

«Pensamos que este será o último aumento de capital do Banco Best», antes do banco registar resultados positivos, previstos para 2005, disse Isabel Ferreira.

A presidente do Banco Best rejeita a classificação do banco como somente na plataforma da Internet. «O banco não é um banco da Internet, tanto que um quinto dos nossos clientes não tem acesso à Internet», explicou a mesma fonte.

As acções do BES cotavam nos 12,10 euros a cair 1,06%, enquanto a PT sobe 0,15% para os 6,55 euros.

Por Bárbara Leite

Ver comentários
Outras Notícias