Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banco de Portugal alerta para risco de envolvimento de administradores do BCP nas irregularidades do banco

O Banco de Portugal voltou esta tarde a emitir uma nova nota de esclarecimento sobre o BCP, desta vez em reacção às afirmações de Miguel Cadilhe. Vitor Constâncio alerta para os riscos de os candidatos à liderança do banco estarem implicados nas irregular

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 31 de Dezembro de 2007 às 18:12
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Banco de Portugal voltou esta tarde a emitir uma nova nota de esclarecimento sobre o BCP, desta vez em reacção às afirmações de Miguel Cadilhe. Vitor Constâncio alerta para os riscos de os candidatos à liderança do banco estarem implicados nas irregularidades que estão a ser investigadas.

Miguel Cadilhe, que apresentou uma lista para concorrer à liderança do BCP, teceu duras criticas ao Banco de Portugal, pelo facto de o banco central ter adiantado que os administradores do BCP desde 1999 estavam inibidos de voltarem a ter cargos de administração no BCP.

Cadilhe encontra-se nesta situação, pois foi administrador do BCP, mas em declarações à RTP, assegurou que não está envolvido nestas irregularidades que estão a ser investigadas.

Num comunicado emitido esta tarde, o Banco de Portugal "esclarece de novo que em nenhum momento inibiu ou excluiu qualquer membro, actual ou anterior, de órgãos sociais do BCP, de se apresentar como candidato à próxima Assembleia Geral do banco, pelo que carecem de fundamento alguns dos comentários entretanto publicados sobre o assunto.

Ainda assim alerta que "tendo as Autoridades de Supervisão encontrado fortes indícios de irregularidades praticadas no BCP, o Banco de Portugal, em articulação com a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, limitou-se a chamar a atenção para os riscos que poderiam decorrer, para a estabilidade futura do BCP, das conclusões das averiguações em curso sobre o eventual envolvimento de elementos do BCP nos factos sob investigação".

Apesar de não impedir que antigos administradores do BCP concorram à liderança do banco (Basto Gomes integra a lista de Cadilhe e é actualmente administrador do BCP), Constâncio lança o aviso de que se estes administradores forem implicados nas investigações em curso, há risco de criar instabilidade no BCP.

O banco central acrescenta que "apresentadas que estão duas listas candidatas aos órgãos sociais do BCP, a apreciação que o Banco de Portugal tiver de fazer, nos termos legais, sobre a idoneidade de qualquer dos elementos que as integram, assentará em critérios objectivos, necessários à avaliação da sua capacidade para assegurarem uma gestão sã e prudente da Instituição".

Outras Notícias