Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bancos cortam 28 mil postos de trabalho devido ao "subprime"

Os bancos já cortaram mais de 28 mil postos de trabalho desde o colapso do mercado hipotecário de alto risco ("subprime") nos Estados Unidos. A amortização de activos e os prejuízos das maiores instituições financeiras já totalizam 163 mil milhões de dóla

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2008 às 17:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os bancos já cortaram mais de 28 mil postos de trabalho desde o colapso do mercado hipotecário de alto risco ("subprime") nos Estados Unidos. A amortização de activos e os prejuízos das maiores instituições financeiras já totalizam 163 mil milhões de dólares.

O Citigroup foi o banco que reduziu o maior número de postos de trabalho – 4.200 – seguido pelo Lehman Brothers, que cortou 3.890 lugares. Em terceiro e quarto lugar surgem o Bank of America e o Morgan Stanley que reduziram, respectivamente, 3.650 e 2.940 postos de trabalho.

De uma lista de 17 bancos, 12 são norte-americanos, quatro são europeus e um é canadiano. Os bancos norte-americanos cortaram, no total, 23.273 postos de trabalho.

Na Europa, o HSBC, o UBS, o Credit Suisse e o Deutsche Bank reduziram 4.340 postos de trabalho. O Royal Bank of Canada cortou 500 lugares. No total, os 17 bancos cortaram 28.113 postos de trabalho.

Esta reduções ocorreram desde o colapso do sector hipotecário de alto risco ("subprime") nos Estados Unidos, em meados de 2007. Desde aí, os 17 bancos referidos nesta lista registaram perdas que totalizam 163 mil milhões de dólares, ou seja, cerca de 110 mil milhões de euros.

Mais lidas
Outras Notícias