Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bancos espanhóis obrigados a avisar empresas de corte no crédito

Executivo de Rajoy quer aumentar financiamento às pequenas e médias empresas em estado de solvência.

Bloomberg
Negócios 15 de Julho de 2013 às 11:29
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

O governo espanhol prepara-se para introduzir uma nova legislação que obriga os bancos a avisarem as empresas que vão cortar o crédito. Esta norma vai ser incluída na Lei Financeira, que deverá ser aprovada no final do ano, segundo avança o jornal espanhol “El País”.

 

O texto legal estabelece que, quando um banco decida retirar o crédito disponível ou circulante a uma pequena ou média empresa em estado de solvência, deverá enviar obrigatoriamente um pré-aviso a essa empresa, de acordo com fontes do governo citadas pela mesma fonte. Além disso, a instituição financeira terá de justificar, por escrito, as razões que a levaram a tomar essa decisão.

 

O executivo considera que é fundamental dar um prazo à empresa antes de lhe ser cortado o crédito, para que encontre financiamento alternativo. Com esta medida, e com a recuperação económica prevista, o executivo de Rajoy acredita que em 2014 “seja restabelecido o crédito às empresas rentáveis e solventes”.

 

A falta de financiamento das empresas já foi apontado como um dos principais problemas da economia espanhola pelo Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu, Comissão Europeia, e pelo próprio Banco de Espanha.

 

Na semana passada, no terceiro relatório de avaliação ao plano de resgate financeiro dirigido à banca, o executivo comunitário alertou para a contracção dos empréstimos bancários e o impacto negativo que esta pode ter na recuperação económica do país.

 

Bruxelas salientou que “a queda na concessão de crédito ao sector privado acelerou nos últimos meses”, afectando sobretudo as empresas e, em particular, o sector da construção.

 

Um dos objectivos da reestruturação dos bancos e caixas de aforro em dificuldades foi precisamente devolver a estabilidade ao sector bancário, reactivando o financiamento à economia. Apesar de a posição de solvência das instituições ter melhorado com a recapitalização do sector bancário e o isolamento de activos tóxicos de algumas delas, os sinais positivos sobre o financiamento de empresas e famílias tardam em aparecer. De acordo com a Comissão Europeia, a concessão de crédito vai continuar a recuar em 2014.

Ver comentários
Saber mais Banca Rajoy Espanha crédito empresas PME
Outras Notícias