Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banif abre seis novos balcões em 2003; destina 80% aumento de capital à rede comercial

O Banif pretende abrir seis novos balcões em Portugal e dois ou três no Brasil, no próximo ano, com recurso a parte do aumento de capital realizado no final de 2002, disse Marques dos Santos, presidente executivo do banco, em entrevista ao Negocios.pt.

Bárbara Leite 23 de Dezembro de 2002 às 12:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Banif pretende abrir seis novos balcões em Portugal e dois ou três no Brasil, no próximo ano, com recurso a parte do aumento de capital realizado no final de 2002, disse Marques dos Santos, presidente executivo do banco, em entrevista ao Negocios.pt.

O Banif anunciou o aumento de capital para 200 milhões de euros, através da emissão de 10 milhões de acções, tendo o banco liderado por Horácio Roque encaixado 50 milhões de euros com a operação.

Em entrevista telefónica ao Negocios.pt, Marques dos Santos, CEO do banco, referiu que «desse aumento de capital, 40 milhões de euros serão utilizados na expansão da rede comercial, enquanto os restantes 10 milhões serão afectos à banca de investimento».

Com o objectivo de continuar a crescer de forma orgânica, a instituição bancária com origem na Ilha da Madeira prevê a «abertura de um valor próximo de seis novos balcões em Portugal», avançou o presidente executivo do Banif.

A expansão da rede será reduzida, mas o grupo pretende continuar a ganhar quota de mercado através do «aumento de produtividade de cada balcão», referiu Marques dos Santos.

Em Portugal Continental, o Banif tem 112 balcões, no Arquipélago da Madeira, o portfolio ascende a 32 balcões e na Açores, esse número sobe para 40.

«O nosso objectivo é continuarmos a ter uma boa imagem no mercado, apostar no crescimento orgânico, apostar na boa qualidade do serviço rápido e o tratamento personalizado dos clientes», frisou Marques dos Santos, negando qualquer intenção de concentração.

Banif abre balcões no Brasil

O Banif prevê ainda entrar no mercado brasileiro, através da «abertura de dois ou três balcões para trabalharmos na área de import e export», acrescentou o mesmo responsável.

O presidente executivo do Banif acredita que «2003 será um ano de contenção, onde se sentirá muitas dificuldades». No entanto, a mesma fonte entende que o grupo «tem condições para crescer acima da média do mercado».

Ver comentários
Outras Notícias