Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banif e CTT criam banco de retalho (act.)

O Banif e os CTT – Correios de Portugal formalizaram um acordo de entendimento com vista à criação de um banco especializado no retalho a particulares e pequenas empresas. O banco, cujo capital social arranca com 35 milhões de euros, será controlado em 51

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 10 de Janeiro de 2005 às 17:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Banif e os CTT – Correios de Portugal formalizaram um acordo de entendimento com vista à criação de um banco especializado no retalho a particulares e pequenas empresas. O banco, cujo capital social arranca com 35 milhões de euros, será controlado em 51% pelo Banif, anunciou a instituição financeira.

De acordo com o comunicado hoje emitido após o encerramento do mercado, o Banif e os CTT – Correios de Portugal celebraram um «memorando de entendimento» com o objectivo de estabelecer «uma parceria que visa a criação de um banco especializado em retalho para particulares e pequenas empresas».

O Banif adianta que a «denominação social [do novo banco] ainda não foi escolhida», mas avança que «terá um capital social inicial de 35 milhões de euros». Será «detido na metade mais um, em termos de acções e direitos de voto, pelo parceiro bancário». Contudo, o grupo CTT beneficiará «da preferência na continuidade do projecto em caso de desentendimento dos parceiros».

Recorde-se que os CTT criaram no passado a Banca Postal com o grupo Caixa geral de Depósitos (CGD), parceria que foi cessada em 2004.

O comunicado adianta que o banco ainda por constituir – dependente de autorizações administrativas – «disporá de uma rede própria de balcões inseridos nas estações de correio já existentes».

«Na medida do possível», sublinha a mesma fonte, o banco assentará, em termos de distribuição de produtos, na rede do grupo CTT, e em termos operacionais, na infra-estrutura do Banif.

As acções do Banif [banin] encerraram a cair 0,74%, para 6,70 euros no último dia em que negociaram, quinta-feira passada.

Outras Notícias