Banca & Finanças Bank of America supera expectativas com lucro trimestral recorde

Bank of America supera expectativas com lucro trimestral recorde

A subida das taxas de juro nos EUA e a descida de impostos foram determinantes para a melhoria dos resultados do Bank of America. A contribuir para os números esteve também a divisão de corretagem.
Bank of America supera expectativas com lucro trimestral recorde
Reuters
Pedro Curvelo 16 de abril de 2018 às 13:36

Excluindo itens extraordinários, o Bank of America Merrill Lynch obteve lucros de 6,92 mil milhões de dólares (5.595 milhões de euros) no primeiro trimestre, ou 62 cêntimos por acção, o que representa uma subida de 30,2%, em termos homólogos, e um máximo histórico.

Os resultados superaram as expectativas dos analistas que antecipavam um lucro de 59 cêntimos por acção.

Os números divulgados esta segunda-feira, 16 de Abril, foram impulsionados pela subida das taxas de juro nos EUA, a descida de impostos devido à reforma fiscal de Donald Trump e pelo trimestre recorde na divisão de corretagem.

Os lucros líquidos cifraram-se em 6.490 milhões de dólares, uma melhoria de 34%.

As receitas ascenderam a 23.125 milhões de dólares, mais 3,9% do que um ano antes.

A banca de consumo, a sua maior área de negócio, facturou nove mil milhões de dólares, uma subida de 9% em relação ao primeiro trimestre de 2017.

A divisão de corretagem aumentou em 38% os seus lucros, para um recorde histórico de 1,5 mil milhões de dólares.

O valor dos depósitos também atingiu um máximo absoluto de 1,3 biliões de dólares. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.