Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Barclays surpreende nos lucros apesar do Brexit

Num período de incerteza macroeconómica, em que o Brexit poderia pesar nas contas do banco britânico, o Barclays conseguiu superar as estimativas dos analistas para o terceiro trimestre, ultrapassando mesmo o desempenho dos pares americanos na área de trading.

Negócios jng@negocios.pt 24 de Outubro de 2018 às 11:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O Barclays obteve lucros de mil milhões de libras – o equivalente a 1,13 mil milhões de euros – nos três meses que terminam em Setembro. A instituição ultrapassou desta forma as expectativas dos analistas, que, por exemplo no caso da empresa de recolha de dados Refinitiv, apontavam para lucros de 723 milhões de libras no terceiro trimestre.   

"Apesar da incerteza macroeconómica, e as preocupações em relação ao Brexit em particular, que pesa, bastante no sentimento do mercado, 2018 está a provar que é um ano de retorno para a nossa estratégia", comentou o CEO, Jes Staley.

O líder do banco reafirmou o objectivo de continuar o caminho das melhorias e de remunerar os accionistas com cada vez maior retorno – mantendo, para já, os dividendos a distribuir nos 6,5 pences por acção.

O banco destacou-se sobretudo pela unidade de trading de acções, cujo desempenho superou largamente o dos pares americanos. A actividade cresceu 10% e entregou receitas superiores às do ano anterior em 35%, enquanto do outro lado do Atlântico o ritmo de crescimento médio ficou pelos 7,7%.

Esta segunda-feira Staley avançou ainda que pretende reduzir os custos de financiamento em 165 milhões de libras ao ano. Para alcançar esta meta, o plano passa por liquidar 2,65 mil milhões em acções preferenciais.

Os títulos do banco mostram um sentimento positivo e estão a subir 0,97% para as 167,36 pences, depois de terem chegado a atingir as 170,56 pences, com uma subida de 2,90%. Apesar desta evolução, a instituição conta ainda quebras acumuladas de 20% desde o início do ano.

Ver comentários
Saber mais Barclays Atlântico Refinitiv Brexit CEO Jes Staley economia negócios e finanças banca resultados lucros analistas estimativas Brexit União Europeia
Mais lidas
Outras Notícias