Banca & Finanças BBVA admite reduzir rede de balcões em Espanha

BBVA admite reduzir rede de balcões em Espanha

O novo presidente executivo do banco espanhol afirmou que não faz sentido ter uma rede de 3.800 balcões em Espanha.
BBVA admite reduzir rede de balcões em Espanha
Andrea Comas - Reuters
Ana Luísa Marques 05 de abril de 2016 às 10:37
"Temos uma rede de 3.800 balcões em Espanha. Faz sentido? Não. Podemos reduzi-la. Sim." Numa entrevista concedida à agência Bloomberg, na conferência Money 20/20, em Copenhaga, Carlos Torres, presidente executivo do BBVA, admitiu que a actual rede de balcões do banco espanhol é "excessiva" devido às transformações digitais que o sector atravessa.

Carlos Torres não avançou datas concretas mas sublinhou que, no longo prazo, o banco pode "sobreviver" com apenas 1.000 balcões.

Fontes do BBVA, citadas pelo jornal Expansión, garantem que, actualmente, não existe nenhum plano de encerramento de balcões e que as declarações de Torres são "apenas um reflexão sobre o futuro do sector".

Estas acontecem, porém, poucos dia após o Santander ter anunciado que vai encerrar 450 balcões, 13% das sucursais em Espanha, o que poderá levar, segundo os sindicatos, ao despedimento de até 1.100 funcionários.

Este plano vai incidir sobretudo nas unidades mais pequenas, com entre um a três empregados, para o banco apostar em maiores, com mais recursos humanos e técnicos e mais rentáveis.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI