Banca & Finanças BCP passa escolha de nova administração para 30 de Maio

BCP passa escolha de nova administração para 30 de Maio

A assembleia-geral de accionistas do BCP estava agendada para 15 de Maio, mas a administração pediu para que a reunião, que será electiva, ocorra dia 30.
BCP passa escolha de nova administração para 30 de Maio
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 23 de abril de 2018 às 19:24

O Banco Comercial Português (BCP) vai realizar a sua assembleia-geral de accionistas a 30 de Maio, duas semanas depois da data indicativa.

 

"O conselho de administração do Banco Comercial Português, hoje reunido, deliberou solicitar ao presidente da mesa da assembleia geral a convocação da assembleia geral anual do Banco para o próximo dia 30 de Maio, pelas 14:30, no Edifício 8 do TagusPark, Porto Salvo", revela o comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

O calendário de eventos da instituição presidida por Nuno Amado foi actualizado, já que, até aqui, a data indicativa apontava para 15 de Maio. 

Nesta assembleia, serão feitas as votações do relatório e contas e do relatório do governo societário do banco, mas também haverá lugar a eleições, já que o mandato da administração terminou no final do ano passado. 

O adiamento da data da assembleia face à primeira data indicativa ocorre numa altura em que ainda não foram divulgadas as propostas a votar. 

 

Os accionistas Fosun e Sonangol (o Jornal Económico escreve que a EDP também está alinhada) estiveram a trabalhar no desempenho do novo modelo de governo do BCP, que altera a estrutura de poder. Nuno Amado, actual presidente da comissão executiva, é proposto para presidente do conselho de administração, onde fica como principal responsável pela área internacional do banco. Miguel Maya, seu vice na comissão executiva, sobe a presidente do órgão de gestão.

João Nuno Palma, Miguel Bragança, actuais, vices, José Pessanha e Rui Teixeira fazem parte da actual comissão executiva e deverão constar das listas a propor, a que se junta ainda Maria José Campos, administradora do Bank Millennium, o banco polaco que o BCP controla com 51% do capital. 

Para o próximo mandato, está previsto também o reforço do conselho estratégico do BCP, onde os accionistas estarão representados juntamente com personalidades de mérito das geografias onde o banco está presente.  

  

(Notícia actualizada com mais informações pelas 19:38)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI