Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP aperta crédito no aumento de capital

O BCP decidiu apertar as condições de crédito aos accionistas interessados em financiar-se junto do próprio banco para a compra de acções neste aumento de capital, cujo encaixe previsto é de 1,3 mil milhões de euros.

Negócios negocios@negocios.pt 06 de Março de 2008 às 08:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O BCP decidiu apertar as condições de crédito aos accionistas interessados em financiar-se junto do próprio banco para a compra de acções neste aumento de capital, cujo encaixe previsto é de 1,3 mil milhões de euros.

Ao que o Diário Económico apurou, na sequência das inúmeras polémicas à volta dos reforços de capital efectuados em 2000 e 2001, para a administração liderada por Carlos Santos Ferreira todo o cuidado é pouco. Segundo uma fonte contactada, não só não haverá nenhuma política activa de promoção do crédito, como também não existirá crédito barato e serão exigidas garantias adicionais. "Toda a prudência será pouca em relação a esta matéria. Não existirá qualquer tipo de incentivo ao financiamento", sublinhou o mesmo responsável.

É possível, aliás, que, no caso de alguns accionistas, o banco não aceite como garantia exclusiva do empréstimo as acções do BCP.  "Será definido um conjunto de regras. No limite, o BCP poderá exigir garantias adicionais que cubram mais de metade do valor do financiamento", sublinhou a fonte contactada. Os casos serão analisados um a um. Mesmo em relação aos accionistas nos quais a exposição do banco, em termos de risco, já é grande, poderá verificar-se uma situação em que a subscrição de acções neste aumento de capital se traduziria numa redução do valor médio da carteira. Ou seja, apesar de financiar a aquisição de mais acções do BCP, o banco acabaria por reduzir, nessa via, o seu nível de risco.

Ver comentários
Outras Notícias