Desporto Benfica, Sporting e Porto lucram 193,4 milhões de euros no fecho de mercado

Benfica, Sporting e Porto lucram 193,4 milhões de euros no fecho de mercado

Os três grandes clubes nacionais venderam mais do que gastaram em reforços.
Correio da Manhã 03 de setembro de 2019 às 09:16
Benfica, FC Porto e Sporting estiveram bastante ativos neste mercado, quer a comprar, onde foram gastos 133,25 milhões de euros, quer a vender, onde o encaixe financeiro foi de 326,65 milhões de euros, com as águias a ficarem com a maior fatia. O lucro foi 193,4 milhões de euros.

O FC Porto foi a equipa que mais investiu para a época. Depois de perder o título para o Benfica, entrou com tudo no mercado. Após vários negócios falhados, com o avançado Bruma à cabeça, os dragões gastaram 60 milhões de euros em oito jogadores. O mais caro foi Nakajima, com a SAD portista a pagar 12 milhões por 50% do passe.

Os investimento em Uribe (9 milhões), Zé Luís (8,5), Marchesín (7,5) e Luis Díaz (7) estão para já a justificar, com o facto de serem titulares indiscutíveis na equipa de Sérgio Conceição.

O Benfica arrasou nas vendas ao encaixar 182,5 milhões de euros. Só João Félix, transferido para o Atl. Madrid, rendeu 120 milhões de euros.

As contratações foram cirúrgicas e visaram essencialmente o ataque, até porque Bruno Lage perdeu João Félix e Jonas, que se reformou no final da temporada. Raul de Tomas tornou-se o segundo jogador mais caro de sempre da história do futebol português e do Benfica. O avançado, ex-Real Madrid, custou 20 milhões de euros, verba superada apenas por Raúl Jiménez (22 milhões).

As águias contrataram ainda Carlos Vinícius ao Nápoles, pagando 17 milhões de euros. Cádiz foi contratado por três milhões, mas já foi emprestado, e Caio Lucas chegou a custo zero. O central Morato chegou por seis milhões (85% do passe).

O Sporting esteve muito ativo no mercado. Gastou 23,5 milhões de euros em reforços e encaixou 55,15 milhões de euros com as vendas. Só esta segunda-feira Raphinha e Thierry renderam 33 milhões de euros.

Morato por seis milhões
O Benfica oficializou esta segunda-feira a contratação do defesa-central Morato (S. Paulo). O brasileiro de 18 anos vai, segundo os encarnados, assumir um lugar na equipa B. O contrato tem a duração até 2024 e o Benfica paga seis milhões de euros por 85 por cento do passe. "No Brasil, sempre ouvimos falar dos grandes clubes da Europa como o Benfica. Estar aqui é uma honra para mim, e vestir esta camisola é indescritível. Conheço a história do Luisão e do Ricardo [Gomes], do David Luiz. Quero evoluir, aprender e crescer", disse à BTV.

Dragão investe forte na reconquista
O FC Porto foi o clube que mais investiu neste mercado, gastando 60 milhões de euros . Danilo Pereira, Marega e Aboubakar foram nomes falados como transferíveis, mas acabaram por ficar no Dragão.

Bruno fica em Alvalade
Bruno Fernandes vai permanecer em Alvalade. O CM sabe que Jorge Mendes esteve esta segunda-feira reunido com dirigentes do Real Madrid, mas não conseguiu finalizar a transferência de 70 milhões de euros exigidos pelo Sporting.

Fernando e Jesé são reforços do Sporting
O Sporting foi o clube português mais ativo no último dia do mercado de transferências com a contratação de três reforços e a saída de três jogadores de peso na equipa. Bruno Fernandes, todavia, fica no plantel.

Os leões acabaram por reforçar a equipa com os empréstimos do avançado espanhol Jesé (PSG) e dos extremos Fernando (Shatkhtar Donetsk) e Yannick Bolasie (Everton) . Jesé, de 26 anos, tentará relançar a carreira em Alvalade, depois da passagem fugaz pelo Real Madrid e PSG. O jogador vai auferir dois milhões de euros em salários.

O avançado nunca se afirmou nos franceses, registando comportamentos pouco abonatórios para um futebolista. Já os extremos Fernando, de 20 anos, e Yannick Bolasie, de 30 anos, chegam para colmatar as saídas de Raphinha e Diaby.

Quanto às vendas, os leões transferiram Raphinha para o Rennes, a troco de 21 milhões de euros (10 milhões no imediato e o restante a pagar durante um ano), emprestaram Diaby aos turcos do Besiktas e venderam o único jogador da formação que era titular, Thierry Correia, ao Valência por 12 milhões.

A estas saídas junta-se ainda Bas Dost (transferiu-se para o Eintracht por 7 milhões), Domingos Duarte (Granada, 3 milhões), Jonathan (Leganés, 3 milhões) e Iuri Medeiros (Nuremburga, 2 milhões). Os leões recebem ainda 7 milhões de euros do Olympiacos por Podence.

Outras Transferências:

Marcus Edwards
Marcus Edwards, de 20 anos, rescindiu com o Tottenham para assinar pelo V. Guimarães. O avançado assinou por quatro temporadas e ficou com uma cláusula de rescisão de 15 milhões de euros. Na última época esteve cedido ao Excelsior (Holanda).

Vaná
Vaná foi emprestado pelo FC Porto, por uma temporada, ao Famalicão. O guarda-redes perdeu espaço na equipa de Sérgio Conceição, depois da chegada de Marchesín, do América (México). Vaná chegou aos dragões vindo do Feirense em 2017.

Wallace
O central Wallace (Lazio) vai regressar ao Sp. Braga por empréstimo de uma época. Os bracarenses ficam ainda com opção de compra (não revelada). Também o médio Uche Agbo, proveniente do Standard Liège, reforça as opções de Sá Pinto.

Leandrinho
O V. Setúbal contratou Leandrinho. O trinco, de 25 anos, jogou no Rio Ave nas últimas três temporadas. "Espero que seja uma época muito boa. Quero retribuir a confiança que depositaram em mim", disse o médio, em comunicado oficial dos sadinos.

Lucas Piazón
Lucas Piazón, de 25 anos, assinou pelo Rio Ave. O extremo chega por empréstimo do Chelsea até junho de 2021. Sem espaço no plantel dos ‘blues’, foi cedido novamente, depois de ter jogado a época passada no Chievo (Itália).



pub

Marketing Automation certified by E-GOI