Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BES aumenta lucros para 360 milhões até Setembro (act.)

O Banco Espírito Santo (BES) anunciou hoje que obteve lucros de 360 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um aumento de 7,8% que ficou acima do esperado pelos analistas.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 27 de Outubro de 2009 às 17:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
O Banco Espírito Santo (BES) anunciou hoje que obteve lucros de 360 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um aumento de 7,8% que ficou acima do esperado pelos analistas.

Em comunicado à CMVM, a instituição financeira liderada por Ricardo Salgado divulgou um resultado líquido de 360,8 milhões de euros no acumulado do ano até ao final de Setembro, o que correspondeu a mais 7,8% face aos primeiros nove meses de 2008. A “poll” de analistas inquiridos pela Reuters previa lucros médios de 341 milhões de euros.

O crédito a clientes cresceu 2,9% e o crédito a empresas aumentou 5,1%, de acordo com o documento. As emissões de dívida nos mercados de capitais realizadas no período em análise (4.400 milhões de euros) superaram em 1.200 milhões de euros o montante global de dívida a refinanciar em 2009.

O produto bancário comercial subiu 17,9%, para 1.468 milhões de euros, sustentado pelo contributo do resultado financeiro (+21,9%). Na área internacional, o produto bancário comercial aumentou 34,2%, salientando-se igualmente o aumento do resultado financeiro (+52,4%).

De acordo com o comunicado, “os custos operativos (+2,5%) continuam a reflectir o impacto das medidas de racionalização e contenção de custos implementadas. Excluindo os benefícios pós-emprego, os custos apresentam uma redução de 2,1%”.

Por outro lado, “o provisionamento do crédito continuou a ser reforçado, atendendo às dificuldades que caracterizam a actual conjuntura económica. O saldo de provisões em balanço representa, em Setembro de 2009, 2,91% da carteira de crédito bruta (2,35% um ano antes)”, refere o banco na apresentação das suas contas. A carga de provisionamento do crédito nos primeiros nove meses do ano foi de 1,03% - contra 0,57% em Setembro de 2008 -, incluindo o reforço adicional de 40 milhões de euros no segundo trimestre.

Segundo o BES, “a actividade da área internacional continua a contribuir significativamente para a ‘performance’ do grupo, com um resultado líquido de 126,9 milhões de euros, representativo de 35,2% do resultado consolidado”.

O banco salienta ainda a “significativa recuperação das principais posições accionistas da carteira de activos disponíveis para venda, que evidenciam um ganho potencial de 291 milhões de euros”.

Além disso, acrescenta que os níveis de solvabilidade posicionam o BES entre os bancos mais capitalizados da Península Ibérica: Core Tier I de 8,2% e Tier I de 8,8%.

Quanto ao terceiro trimestre, este ficou marcado por alguns sinais positivos na economia mundial, sublinha o BES.

Os resultados foram apresentados logo após o fecho da sessão da Euronext Lisbon, onde o BES perdeu 2,21% para 5,085 euros.

Ver comentários
Outras Notícias