Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BES valoriza mais de 2% com resultados acima das previsões

As acções do Banco Espírito Santo (BES) sobem 2,44% para 14,70 euros animadas pelo crescimento dos resultados no primeiro trimestre. Os analistas aplaudem os números divulgados esta manhã, com a CaixaBI e a Lisbon Brokers a reforçarem as suas recomendaçõe

  • Partilhar artigo
  • ...

As acções do Banco Espírito Santo (BES) sobem 2,44% para 14,70 euros animadas pelo crescimento dos resultados no primeiro trimestre. Os analistas aplaudem os números divulgados esta manhã, com a CaixaBI e a Lisbon Brokers a reforçarem as suas recomendações positivas.

A CaixaBI salienta que o lucro líquido de 139,8 milhões de euros do BES, no primeiro trimestre do ano, ultrapassou em 7% a sua estimativa que, recorda, "era a mais alta do consenso do mercado". Por isso, a analista Susana Neto adianta: "Vamos proceder à revisão das nossas estimativas para o final do ano."

Lisbon Brokers também aplaude as contas do BES. A corretora afirma estar "extremamente satisfeita com a performance do banco durante o primeiro trimestre, especialmente no que respeita ao crescimento dos volumes e à expansão da margem, num ambiente de crescente concorrência".

O Banco Espírito Santo divulgou, antes da abertura do mercado, um lucro de 139,8 milhões de euros no primeiro trimestre, mais 33% que no período homólogo, superando as estimativas dos analistas consultados pela agência Reuters, que apontavam para um resultado de 124,3 milhões de euros.

A margem financeira aumentou 17% para os 227,5 milhões de euros, mais uma vez acima das previsões de 220,7 milhões de euros.

Na nota emitida no "Diário de Acções" de hoje, o Caixa BI reitera a recomendação de "acumular" e o preço-alvo de 15,50 euros, que confere às acções do BES um potencial de subida de 5,44% face à ao preço de 14,70 euros, a que os títulos do banco se encontram a negociar.

"As principais diferenças encontram-se ao nível da margem financeira e comissões (4% e 9% acima do esperado, respectivamente), o que em conjunto com custos operacionais abaixo do esperado, levaram o resultado operacional a situar-se 9% acima da nossa estimativa", refere a analista Susana Neto.

A Lisbon Brokers destaca a subida de 15,9% do crédito, com um aumento de 19,3% dos empréstimos às empresas para 25,9 milhões de euros e de 8,4% no crédito à habitação.

O analista John dos Santos assinala também a melhoria da eficiência do banco, com os custos operacionais a subirem apenas 2,1% e o "cost-to-income" a cair para os 42,6%, contra a estimativa de 49%.

A corretora admite rever a avaliação do BES, depois da afinação das estimativas, com base nos novos resultados. A corretora reforça também a recomendação de "Stong Buy", com um preço-alvo de 16,5 euros por acção, que confere um potencial de valorização de 12,24% face à actual cotação.

Outras Notícias