Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bloomberg poderá comprar o "Financial Times"

O "The New York Times" avançou este domingo que o grupo Bloomberg estará a equacionar apresentar uma proposta para a compra do grupo "Financial Times".

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 10 de Dezembro de 2012 às 13:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Este domingo, o jornal norte-americano "The New York Times" noticiou que a Bloomberg, detida pelo empresário e presidente da câmara (mayor) de Nova Iorque, Michael Bloomberg, está a equacionar lançar uma proposta de compra do grupo que detém o jornal britânico "Financial Times"(FT), de acordo com três pessoas próximas de Bloomberg que falaram sob anonimato.

Além do diário de referência internacional, o grupo detém também metade do capital da revista "The Economist".

O jornal norte-americano escreve ainda que, na deslocação que fez a Londres, em Outubro, Michael Bloomberg, visitou a sede do "Financial Times", que fica a alguns quarteirões do local onde está a ser construído o novo complexo da Bloomberg na capital inglesa. Durante essa visita, um editor questionou o mayor de Nova Iorque sobre a possibilidade deste comprar o jornal, ao que Bloomberg terá respondido: “Compro-o todos os dias”.

Mas segundo escreve a publicação norte-americana, o detentor da Bloomberg já falou abertamente com os seus amigos e assistentes sobre os benefícios potenciais da compra, bem como, dos problemas que tal aquisição poderia gerar. Porém, funcionários do grupo Bloomberg apontaram que os executivos de topo apenas discutiram a possibilidade de aquisição do jornal britânico mas apenas em termo hipotéticos, aguardando a decisão de Bloomberg, que é dono de 90% da empresa. "Só uma pessoa toma decisões sobre aquisições e essa pessoa é o Mike [Michael Bloomberg]", referiu um executivo. No entanto, o porta-voz do grupo não quis fazer qualquer comentário.

Mas, e numa entrevista curta dada na semana passada, o empresário e mayor demonstrou que conhece bem a situação do jornal britânico. "O FT vende mais jornais nos Estados Unidos que o Wall Street Journal na Europa",afirmou.

Os analistas consultados pela publicação nova iorquina avaliam o grupo "Financial Times" em cerca de 1,2 mil milhões de dólares, o que está ao alcance do grupo Bloomberg mas também do grupo Thomson Reuters.

Ian Whittaker, analista de média, citado pelo "The New York Times", defende que "se a Bloomberg apresentasse uma oferta louca, eles [o grupo Financial Times] provavelmente aceitavam-na, mas não há nenhuma razão convincente para vender  neste momento”. 

Ver comentários
Saber mais Bloomberg "The New York Times" "Financial Times".
Mais lidas
Outras Notícias