Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bombardier desmente "surpresa" do Governo português

Afinal, o ministro das Obras Públicas e o primeiro-ministro sabiam que a Bombardier se preparava para fechar a sua fábrica em Portugal, avança a revista "Prémio".

Negócios negocios@negocios.pt 26 de Março de 2004 às 13:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Bombardier garante que o ministro das Obras Públicas, Carmona Rodrigues, sabia que a fábrica da Amadora podia encerrar.

Citado pela revista «Prémio» de hoje, Luís Ramos, o director de comunicação da empresa em Portugal, diz que «já desde o tempo do último Governo do PS, que todos os titulares da pasta dos Transportes foram elucidados da situação».

Assim, continua a revista semanal, a Bombardier diz que não compreende a reacção de surpresa, por parte do Governo português.

A «Prémio» conclui citando a mesma fonte, segunda a qual o fecho na Amadora é definitivo.

Ver comentários
Outras Notícias