Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPP vende 15% da Jerónimo Martins mas mantém participação qualificada

O Banco Privado Português, liderado por João Rendeiro alienou 15% do capital da Jerónimo Martins. O banco mantém, no entanto, uma participação qualificada na retalhista superior a 6%.

Paulo Moutinho | Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 23 de Fevereiro de 2007 às 20:12
  • Partilhar artigo
  • ...

O Banco Privado Português, liderado por João Rendeiro alienou 15% do capital da Jerónimo Martins. O banco mantém, no entanto, uma participação qualificada na retalhista superior a 6%.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Jerónimo Martins anunciou que o BPP alienou 15% do capital social da empresa, 18.878.850 acções, no mercado.

Esta venda foi feita através de quatro sociedade detidas pelo BPP. A Multiplus Investment alienou 5.514.376 de acções representativas de 4,38% do capital social da JM, a Strand Ventures vendeu 6.789.963 acções, ou 5,39% do capital, a Zenith vendeu 2.588.472 acções, ou 2,06% do capital e a Fitron Management alienou 3.986.039 acções, ou 3,17% do capital.

O banco de João Rendeiro, apesar da alienação dos 15%, mantém uma participação de 6,74% no capital social da Jerónimo Martins, participação controlada pelo BPP de forma indirecta, através das sociedade Zenith (3,38%) e Strand Ventures (3,38%)

Segundo a edição de hoje do "Diário Económico", o preço fixado para esta operação foi de 19,2 euros, um valor abaixo dos 19,33 euros da cotação de fecho das acções da Jerónimo Martins [jmar] na sessão de hoje. À cotação anunciada pelo "DE", Rendeiro encaixou cerca de 362 milhões de euros.

As acções da JM encerraram a cair 1,58% para os 19,33 euros.

Ver comentários
Outras Notícias