Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brisa estima retorno de investimento na ONI dentro de cinco anos

A Brisa estima que o retorno de investimento na ONI seja alcançado dentro de «quatro ou cinco anos», disse hoje Van Hoof Ribeiro, presidente da Brisa. A Brisa trocou a Brisatel e 4% na ONI Way por uma posição de 17% na ONI.

Bárbara Leite 16 de Julho de 2001 às 13:19
  • Partilhar artigo
  • ...
A Brisa estima que o retorno de investimento na ONI, operadora de telecomunicações do Grupo Electricidade de Portugal (EDP), seja alcançado dentro de «quatro e cinco anos», disse Van Hoof Ribeiro, presidente da Brisa. A Brisa trocou a Brisatel e 4% na ONI Way por uma posição de 17% na ONI.

À saída da sessão especial de Bolsa para apuramento de resultados da privatização da Brisa [BRISA], Van Hoof Ribeiro afirmou que dentro de «quatro anos a cinco anos estaremos em pleno, a usufruir o investimento (na ONI) agora realizado».

Segundo o presidente da Brisa, o investimento na ONI da EDP [EDP] «não foi tão grande na medida em que este investimento também era necessário para completar aquilo que a Brisa carece para dar aos seus clientes».

«Temos um risco perfeitamente medido», pelo que «é um belíssimo investimento (na ONI), apesar de diferente dos que temos realizado», acrescentou o presidente da Brisa aos jornalistas.

Para o presidente da Brisa, a troca da posição na ONI Way, consórcio vencedor de uma licença de UMTS, terceira geração móvel e da Brisatel, subsidiária da Brisa para a área de telecomunicações por uma posição de 17% na ONI SGPS «foi uma operação que nos parece sustentada».

No entanto, o presidente da Brisa admite que o «negócio da ONI é um negócio diferente da Brisa, que é um negócio mais imediato».

João Azevedo Coutinho na ONI

João Azevedo Coutinho, representante do Grupo Mello na Brisa, deverá representar a Brisa na administração da ONI, disse hoje Van Hoof Ribeiro.

A Brisa vai nomear um representante para a administração da ONI no âmbito da aquisição recente de 17% do capital da operadora.

A Brisa tem previsto investimentos na ordem dos 2,99 mil milhões de euros (600 milhões de contos), estando o projecto ONI entre os principais alvos do montante disponível.

As acções da Brisa cotavam nos 9,88 euros (1.971 escudos) a cair 0,2%, enquanto a EDP ao cotar nos 2,82 euros (565 escudos) subia 0,36%.

Outras Notícias