Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bruxelas investiga BMW, Daimler e VW por suspeita de cartel

As autoridades europeias deram início a uma investigação à BMW, Daimler e VW. As empresas são suspeitas de terem limitado a concorrência no desenvolvimento de tecnologia de energia limpa.

Rita Atalaia ritaatalaia@negocios.pt 18 de Setembro de 2018 às 10:32
Bruxelas está a investigar a BMW, a Daimler e a Volkswagen. Em causa estão suspeitas de conluio para limitar a concorrência no desenvolvimento de tecnologia de energia limpa, que tem como objectivo reduzir as emissões poluentes nos veículos.

"A Comissão Europeia está a investigar se a BMW, a Daimler e a Volkswagen chegaram a acordo para não competirem umas contra as outras no desenvolvimento de sistemas importantes de redução de emissões poluentes em carros a gasolina e diesel", afirmou a comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager, de acordo com um comunicado de Bruxelas. 

A comissária acrescenta ainda que "se se provar [que as empresas fizeram este acordo], este conluio pode ter negado aos consumidores a oportunidade de comprarem carros menos poluentes, apesar de a tecnologia estar disponível para os fabricantes". 

Em Outubro de 2017, a Comissão realizou inspecções nas instalações da BMW, Daimler, Volkswagen and Audi, na Alemanha, como parte de um processo para averiguar um possível conluio entre as fabricantes automóvel no desenvolvimento de uma tecnologia que tem como objectivo tornar os carros mais amigos do ambiente. 

Esta investigação aprofundada, que as autoridades europeias agora iniciaram, "foca-se em informação de que a BMW, Daimler, Volkswagen, Audi e Porsche participaram em reuniões nas quais foi discutido o desenvolvimento de tecnologias para reduzir as emissões de gases", lê-se no comunicado. 

"Em particular, a Comissão está a avaliar se as empresas se uniram para limitar os sistemas de controlo de emissões em carros vendidos no Espaço Económico Europeu", refere ainda. 


A Comissão Europeia já informou as empresas em causa e as autoridades da concorrência de que deu início a esta investigação. Não há um prazo legal para a conclusão deste processo, estando dependente de um conjunto de factores, nomeadamente a complexidade do caso, a cooperação das empresas com as autoridades e o exercício dos direitos de defesa.

(Notícia actualizada às 10:47 com mais informação)

 

Ver comentários
Saber mais BMW Daimler VVolkswagen Comissão Europeia cartel Vestager
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio