Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bruxelas prepara multas de mil milhões à BMW, Daimler e Volkswagen

A Comissão Europeia prepara-se para multar as fabricantes automóveis BMW, Daimler e Volkswagen em até mil milhões de euros cada por cartelização no desenvolvimento de sistemas de redução de emissões poluentes.

# Porque Sobe - Margrethe Vestager já deu provas de que não cede a pressões, nem tem medo de fazer frente a gigantes. Prova disso, foi a multa milionária que passou à Google por infringir as regras de concorrência no Velho Continente. E já deixou o aviso de que não vai dar tréguas a ninguém que passe a sua linha vermelha. Enquanto na Europa a Comissária vai ganhando cada vez mais apoios e adeptos, do outro lado do Atlântico é um dos nomes mais temidos, principalmente em Silicon Valley.
Stephanie Lecocq/EPA
Negócios jng@negocios.pt 08 de Março de 2019 às 16:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Comissão Europeia prepara-se para multar as fabricantes automóveis BMW, Daimler e Volkswagen em até mil milhões de euros cada por cartelização no desenvolvimento de sistemas de redução de emissões poluentes, segundo o jornal alemão Der Spiegel.

As três fabricantes alemãs terão colaborado para reduzir o tamanho dos chamados tanques Adblue, que ajudam a reduzir as emissões de óxido de nitrogénio nos veículos a diesel, e acordaram não incluir filtros nos veículos a gasolina para redução das partículas finas, detalha o jornal.

A cooperação estratégica entre as fabricantes germânicas não é invulgar, mas as empresas que sejam consideradas culpadas de violar as regras europeias de anti-cartelização podem incorrer em multas até 10% das suas receitas globais. Desta forma, o montante global das multas poderia ascender a cerca de 50 mil milhões de euros.

Contactadas pelo jornal, a BMW escusou-se a comentar o tema, enquanto a Daimler, casa-mãe da Mercedes-Benz, indicou estar a colaborar com as autoridades europeias e que submeteu um pedido para o estatuto de testemunha cooperante. A Volkswagen disse estar a cooperar com as autoridades.

Em setembro do ano passado, a Comissão Europeia anunciou ter lançado uma investigação aprofundada às três fabricantes alemãs.

"A Comissão Europeia está a investigar se a BMW, a Daimler e a Volkswagen chegaram a acordo para não competirem umas contra as outras no desenvolvimento de sistemas importantes de redução de emissões poluentes em carros a gasolina e diesel", afirmava então a comissária europeia para a Concorrência, Margrethe Vestager (na foto), citada num comunicado de Bruxelas.

Esta investigação aprofundada "foca-se em informação de que a BMW, Daimler, Volkswagen, Audi e Porsche participaram em reuniões nas quais foi discutido o desenvolvimento de tecnologias para reduzir as emissões de gases", lia-se no comunicado.

Na altura, a Daimler indicou ter apresentado uma candidatura ao programa de clemência (leniência), que permite às empresas visadas evitar o pagamento de multas ou ver o seu valor reduzido em troca de informações que levem a Comissão a conseguir provar a violação de regras pelo cartel.

Também o Grupo VW, que inclui a Volkswagen, Audi e Porsche, referiu estar a colaborar na investigação e que se candidatou igualmente ao programa de clemência.

Já a BMW afirmou em comunicado que continuava a apoiar as autoridades europeias e a colaborar com a investigação.

Ver comentários
Saber mais Comissão Europeia Mercedes-Benz BMW Margrethe Vestager Der Spiegel Daimler Volkswagen Concorrência Bruxelas Audi Porsche Grupo VW automóvel cartel emissões
Outras Notícias