Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bruxelas autoriza Carlsberg a comprar parte da S&N

A Comissão Europeia decidiu na passada sexta-feira aprovar o negócio da compra pela Carlsberg de um grupo de activos hoje pertencentes à Scottish & Newcastle, dona da portuguesa Sociedade Central de Cervejas e Bebidas. A Carlsberg, que em Portugal det

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 10 de Março de 2008 às 12:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Comissão Europeia decidiu na passada sexta-feira aprovar o negócio da compra pela Carlsberg de um grupo de activos hoje pertencentes à Scottish & Newcastle, dona da portuguesa Sociedade Central de Cervejas e Bebidas. A Carlsberg, que em Portugal detém directamente 44% da Unicer, passa agora a controlar 100% da russa BBH.

Em comunicado liberto no final de sexta-feira passada, data limite que a Comissão Europeia tinha imposto a si própria para deliberar sobre a compra destes activos, os serviços de regulação da União Europeia avançaram que "o projecto de compra, pela sociedade dinamarquesa Carlsberg, de certos activos da cervejeira Scottish & Newcastle", com sede no Reino Unido, foram "autorizados".

"Após exame", a Comissão "chegou à conclusão que a operação não entrava de maneira significativa o exercício da concorrência no espaço económico europeu ou uma parte substancial do mesmo".

A Carlsberg e a Heineken receberam a 25 de Janeiro passado a recomendação da administração da S&N ao preço de 7,8 libras por título da escocesa a que ambas queriam lançar uma oferta pública de aquisição (OPA), o que avalia a dona da SCC acima dos 10,3 mil milhões de euros.

A operação, recorde-se, inclui uma "joint-venture" especialmente criada para o efeito e implica que, no caso português, a SCC passa para o universo da Heineken.

O que a Comissão aprovou até agora é a parte da Carlsberg na compra de activos da S&N, deixando para Abril a decisão sobre a parte que cabe à Heineken, altura em que se decidirá o destino da SCC.

Na sexta-feira passada, a Comissão recordou que de acordo com os termos da oferta anunciada a 25 de Janeiro, a Carlsberg irá ficar com "50% dos interesses da S&N na BBH", a maior cervejeira russa que até agora era partilhada com a dinamarquesa, "assim como a actividade da S&N em França e na Grécia".

Bruxelas considera que no caso russo, sobre o qual não tem jurisdição, o "controlo exclusivo [da BBH] será a única consequência desta operação sobre os mercados onde a BBH está presente". Além do mais, a concentração não acarretará igualmente "mudanças de maior em França e na Grécia, já que a Carlsberg está actualmente ausente destes mercados", considera

As acções da S&N seguiam a avançar 0,19%, para 782,5 libras, enquanto os títulos da Carlsberg recuavam 0,65%, para 608 coroas dinamarquesas.

Mais lidas
Outras Notícias