Automóvel Bruxelas prepara pressão sobre VW para indemnizar clientes

Bruxelas prepara pressão sobre VW para indemnizar clientes

A Comissária Europeia da Justiça está a trabalhar com grupos de consumidores para exercer pressão sobre a Volkswagen. O objectivo é que a fabricante indemnize os clientes na Europa, como fez nos EUA, depois do escândalo das emissões poluentes.
Bruxelas prepara pressão sobre VW para indemnizar clientes
reuters, bloomberg
Negócios 25 de julho de 2016 às 13:43

Bruxelas quer que a Volkswagen indemnize os clientes na Europa como fez nos Estados Unidos da América (EUA) na sequência do escândalo das emissões de gases poluentes. De acordo com a Reuters, a Comissária Europeia da Justiça, Vera Jourova, tem estado a trabalhar com grupos europeus de consumidores no sentido de pressionar a fabricante alemã.

A Volkswagen comprometeu-se a compensar os 475 mil proprietários norte-americanos de automóveis que foram afectados. Estando, para isso, disponível a pagar 15,3 mil milhões de dólares – perto de 14 mil milhões de euros – aos clientes nos EUA. Porém, a construtora até agora rejeitou tais pedidos para compensar em 8,5 milhões de dólares - mais de 7,7 milhões de euros - os donos de veículos afectados na Europa.

Numa tentativa de aumentar a pressão sobre fabricante alemã, a comissária europeia enviou um e-mail à empresa alertando-a para o facto de "estarem a trabalhar com as autoridades de consumo para assegurar que os consumidores europeus estão a ter um tratamento justo". Além disso, Bruxelas enviou uma carta às autoridades de protecção do consumidor dos 28 países da União Europeia com o objectivo de recolher informação sobre as dificuldades que enfrentam e como podem coordenar esforços para resolver a situação, revelou a porta-voz do executivo comunitário num email citado pela Reuters.

A mesma fonte adiantou que, as opções que a Europa pode ter para fazer com que a Volkswagen indemnize os clientes lesados vão ser discutidas quando decorrer, em Setembro, a reunião com os grupos de consumidores.

A Volkswagen, questionada pela Reuters, não quis comentar esta situação.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI