Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Autoridade brasileira condena Cimpor a pagar 169 milhões de euros por infracções nos mercados do cimento e betão

A Cimpor diz ter “a firme convicção que nenhuma infracção foi praticada”, pelo que as sociedades implicadas, e que estão sob a sua esfera, “irão recorrer da decisão”.

Negócios 23 de Janeiro de 2014 às 02:39
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Em sessão de julgamento iniciada dia 22 de Janeiro de 2013, quatro – de um total de cinco – conselheiros do Conselho Administrativo de Defesa Económica (CADE) “adiantaram o seu voto favorável à condenação do conjunto de empresas no Brasil actualmente sob a esfera da Cimpor ao pagamento de uma multa e à alienação de activos correspondentes a 25% da sua capacidade de produção instalada no Brasil”, avança um comunicado da Cimpor à CMVM.

 

O valor global da multa ascende a de 538 milhões de reais (169 milhões de euros) pelos autos que remetem a 2006. Este valor contempla a multa imputada à Camargo Corrêa Cimentos, hoje InterCement Brasil, integrada no portfolio da Cimpor desde Dezembro de 2012, no valor de 241 milhões de reais (76 milhões de euros) e a multa imputada à Cimpor Brasil (actualmente já incorporada pela InterCement Brasil), no valor de 297 milhões de reais (93 milhões de euros), acrescenta o documento.

 

O voto do quinto membro deste Conselho é aguardado para o dia 5 de Fevereiro. Nessa altura a decisão será promulgada, sendo que, até lá, não pode ser excluída a hipótese de alteração do sentido de voto dos demais conselheiros, explica o comunicado.

 

“A Cimpor tem a firme convicção que nenhuma infracção foi praticada, pelo que as sociedades acima mencionadas irão recorrer desta decisão”, diz ainda a cimenteira.

 

Recorde-se que este julgamento se insere na investigação de supostas condutas alusivas à prática de infracções à ordem económica nos mercados do cimento e betão pronto no Brasil por diversas empresas do sector.

Ver comentários
Saber mais CADE Conselho Administrativo de Defesa Económica Brasil Cimpor Camargo Corrêa Cimentos Cimpor Brasil construção e obras públicas construção civil minérios e metais
Mais lidas
Outras Notícias