Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Caixa BI estima descida de 16% nos lucros da EDP Renováveis

A EDP Renováveis terá terminado o primeiro trimestre deste ano com uma descida homóloga de 16% no seu resultado líquido para os 41,6 milhões euros, estima o Caixa BI. A contribuir para a quebra dos lucros da empresa terá estado o aumento das amortizações e dos custos financeiros.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 04 de Maio de 2010 às 11:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A EDP Renováveis terá terminado o primeiro trimestre deste ano com uma descida homóloga de 16% no seu resultado líquido para os 41,6 milhões euros, estima o Caixa BI. A contribuir para a quebra dos lucros da empresa terá estado o aumento das amortizações e dos custos financeiros.

A analista Helena Barbosa antecipa lucros de 41,6 milhões de euros para a EDP Renováveis no primeiro trimestre deste ano, o que fica abaixo do resultado líquido de 49,8 milhões de euros obtidos em igual período do ano passado, “sobretudo devido ao aumento das amortizações e dos custos financeiros”.

A mesma analista projecta um crescimento de 21% na margem bruta para os 239,5 milhões de euros. O EBITDA da empresa de energias verdes terá aumentado 19% para os 183,8 milhões de euros. “De acordo com as nossas estimativas, a EDP Renováveis deverá apresentar bons resultados operacionais, sobretudo devido a uma muito forte ‘performance’ na Europa”, sublinha Helena Barbosa.

As estimativas do Caixa BI são baseadas nos dados operacionais divulgados pela companhia, “os quais evidenciam um aumento da geração de electricidade de 28%”. O banco de investimento adianta que o desempenho a nível europeu se destaca com um crescimento da produção de 60%, devido ao aumento da capacidade e “load factors” (factores de utilização) “muito fortes”.

Nos Estados Unidos, apesar do crescimento de 27% na capacidade instalada, a produção terá sido pressionada por uma descida nos “load factors” médios.

A empresa liderada por Ana Maria Fernandes anuncia as suas contas relativas aos primeiros três meses deste ano amanhã antes da abertura do mercado.

O Caixa BI atribui uma recomendação de “comprar” e um preço-alvo de 7,90 euros. As acções da companhia seguem a desvalorizar 1,98% para os 5,254 euros.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias