Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CaixaBank: BPI traçou “um plano bem feito” para devolver dinheiro ao Estado

A devolução pelo BPI dos 420 milhões de euros de obrigações subordinadas de conversão contingente ('CoCo bonds') subscritas pelo Estado é um sinal de "regresso à normalidade", afirmou o conselheiro delegado do CaixaBank, que controla 42,6% do banco português.

Lusa 24 de Abril de 2014 às 10:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

Joan Maria Nin comentava a decisão do BPI, anunciada na quarta-feira, na apresentação de resultados trimestrais, de solicitar a devolução desse capital público na instituição.

 

"Traçou-se um plano, um plano bem feito, com a direcção do BPI, com o banco central em Portugal, com o Ministério da Economia e com Bruxelas e, ao longo deste ano, deveremos avançar nesse processo, como o BPI anunciou", disse à Lusa.

 

"São boas notícias para o BPI e para o sistema financeiro português e respondem ao gradual processo de recuperação. Alguns assuntos típicos dos piores momentos de uma crise começam a normalizar-se. Devolver dinheiro público injectado num banco é sinal disso", afirmou.

 

Nin referiu que sempre foi objectivo da direcção da CaixaBank, inclusive nos seus próprios negócios, procurar "recuperar o mais rapidamente possível a normalidade" o que significa "devolver o dinheiro público o mais cedo possível".

 

O administrador delegado do banco espanhol recordou ter sido isso também que a entidade fez depois de adquirir o Banca Civica ao ter devolvido de imediato ao Estado espanhol, através do Fundo de Reestruturação Ordenada Bancária (FROB) os 970 milhões de euros injectados, também através de 'CoCos' nesta entidade.

 

O responsável do CaixaBank afirmou ainda que o BPI continua a ser um "banco que ocupa um lugar de liderança, tanto em termos de gestão como de qualidade de activos" que sofreu "as consequência de uma crise gravíssima em Portugal" à qual "as instituições financeiras não podem ficar alheias".

 

Nin preferiu não responder a questões sobre as alternativas para Portugal depois do fim do resgate, considerando porém que "os dados que nos chegam de Portugal" apontam a que "a situação económica também está a melhorar".

 

"Todos os indicadores apontam a uma situação que não é óptima mas que é muito melhor para os próximos trimestres. Isso são boas notícias para Portugal, para o BPI, mas também para Espanha", disse.

Ver comentários
Saber mais CaixaBank BPI Joan Maria Nin
Mais lidas
Outras Notícias