Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CaixaBank vai manter acordo com Allianz e quer aumentar eficiência do BPI

O CaixaBank acredita que a compra do Banco BPI vai permitir a obtenção de sinergias entre as duas entidades. Garante que manterá "vigente a actual aliança de banca-seguros do BPI com a seguradora Allianz". E quer aumentar o rácio de eficiência na actividade doméstica do BPI.

Alexandra Machado amachado@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2015 às 08:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O CaixaBank acredita que com as sinergias que obterá com a aquisição de maioria do capital do banco BPI conseguirá um "impacto positivo no lucro recorrente por acção do CaixaBank desde o momento inicial". E o impacto estimado na base de capital do próprio banco espanhol situar-se-á entre os 80 e 140 pontos base, assumindo uma aceitação da oferta entre 5,9% e 55,9%. "O objectivo do CaixaBank é manter um rácio de capital fully loaded CET1 superior a 11% após a transacção para continuar entre os bancos europeus com maiores níveis de solvência".

 

Este rácio mede a solidez do banco.

 

Quanto ao BPI, em comunicado, o CaixaBank garante que vai analisar e propor "potenciais áreas de cooperação entre as duas entidades com o objectivo de desenvolver sinergias, reduzir custos e aumentar as fontes de receita, mantendo vigente a actual aliança de banca-seguros do BPI com a seguradora Allianz".

 

A seguradora Allianz é, também, um dos accionistas de referência do BPI, detendo 8,4%.

 

No comunicado divulgado esta terça-feira, o CaixaBank realça a colaboração de vinte anos com o BPI. E, por isso, "a vontade actual do CaixaBank é acabar com a assimetria que actualmente existe entre a sua participação económica e a sua representação no Conselho de Administração e aumentar a sua participação no capital social reforçando assim o seu papel no desenvolvimento futuro do BPI".

 

Além destes compromissos, o CaixaBank traça já o objectivo de redução de custos do BPI. Pretende que o rácio de eficiência dos custos sobre o produto bancário baixe dos actuais 85% para um valor próximo dos 50% em 2017. Isto na actividade doméstica. 

 

 

Ver comentários
Saber mais banco bpi allianz
Outras Notícias