Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Camargo Corrêa tem 16 fábricas no Brasil e Argentina

O grupo Camargo Corrêa está presente em 20 países, registou vendas de 5,7 mil milhões de euros em 2008 e emprega mais de 54 mil trabalhadores.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 13 de Janeiro de 2010 às 14:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O grupo Camargo Corrêa está presente em 20 países, registou vendas de 5,7 mil milhões de euros em 2008 e emprega mais de 54 mil trabalhadores.

Nascido com uma pequena empresa de construção em 1939, o grupo actua hoje em áreas de negócio como a engenharia e construção, cimentos, calçados, têxteis, siderurgia e concessões. Na área dos cimentos, detém a subholding Camargo Corrêa Cimentos, presidida por José Édison (na foto), e que em 2008 contribuiu com 16,9% para a facturação consolidada do grupo, com uma receita bruta de 970milhões de euros.

É esta a empresa que o grupo propõe que, por via de fusão, seja integrada na Cimpor. Com um total de nove fábricas na Argentina e sete no Brasil, a Camargo Corrêa controla um dos maiores complexos cimenteiros da América Latina.

A capacidade produtiva anual das 16 fábricas do grupo chega a 15 milhões de toneladas, com vendas de 10,2 milhões de toneladas de cimento e 2,6 milhões de metros cúbicos de betão em 2008.

De acordo com a empresa, em 2009 o volume vendido deverá ser o mesmo de 2008, mas a facturação deverá crescer 16% em reais (13% em euros).

Na sua divisão de cimentos, o Grupo Camargo Corrêa assegura 4 mil empregos directos.

No Brasil a subholding tem investimentos em duas unidades hidroelétricas que asseguram 100% das necessidades de electricidade da operação.

Na Argentina, além da produção de cimento, a empresa controla ainda a Ferrosur, concessionária de ferrovias de carga, com rede de mais de 3 mil quilómetros.
Ver comentários
Outras Notícias