Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Candidato ao terminal do Barreiro está de olho nos portos da Grécia

O grupo dinamarquês está interessado em comprar os portos gregos do Pireu e de Salónica, cuja privatização consta do plano apresentado por Tsipras em Bruxelas. A Maersk já havia mostrado interesse no Barreiro.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios com Bloomberg 12 de Julho de 2015 às 19:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
O gigante dinamarquês do sector portuário assumiu, na sexta-feira, a sua intenção de concorrer à privatização dos dois maiores portos gregos, incluída como medida de consolidação orçamental no plano entregue no final da semana por Alexis Tsipras em Bruxelas.

"Estamos interessados nos portos gregos do Pireu e de Salónica e estamos na corrida por eles no âmbito da nossa estratégia de crescimento", revelou à Bloomberg o vice-presidente da Maersk, François-Xavier Delenclos. "Continuamos interessados em mostrar aos líderes gregos as nossas competências em termos de investimento, planeamento, construção, modernização e operação de portos", continuou o mesmo responsável, acrescentando que "acreditamos que um sistema portuário competitivo é uma parte integral do sucesso futuro da Grécia". 

O governo grego liderado por Tsipras tinha suspendido, no início do ano, a privatização dos dois portos, mas na proposta conhecida na quinta-feira anunciou o lançamento dos dois concursos até ao final de Outubro de 2015. 

Esta iniciativa do governo grego coincide com o plano do Governo de Passos Coelho de construir um terminal de contentores no Barreiro, em relação ao qual a mesma Maersk já confirmou estar interessada. Uma intenção que foi revelada pelo próprio presidente da Câmara do Barreiro, Carlos Humberto Carvalho, depois de uma visita dos responsáveis do grupo dinamarquês à zona onde deverá ser construída a infra-estrutura. 

O plano do Governo português encontra-se ainda numa fase preliminar, tendo já lançado o concurso para financiamento europeu dos estudos da plataforma multimodal do porto de Lisboa, que incluem o projecto do novo terminal do Barreiro

O grupo Maersk, através da sua unidade APM Terminals, opera em 58 países e desenvolveu recentemente várias iniciativas de financiamento através da venda de várias participações financeiras em sectores como a banca, distribuição e segurança.

Segundo a Bloomberg, o Estado grego controla 74% do capital da autoridades portuárias do Pireu e de Salónica. 

Ver comentários
Saber mais Maersk Grécia terminal do Barreiro
Outras Notícias