Banca & Finanças Carlos Costa: "Se tudo corresse mal no BES, a solvência estaria garantida e os clientes estariam salvaguardados"

Carlos Costa: "Se tudo corresse mal no BES, a solvência estaria garantida e os clientes estariam salvaguardados"

O governador do Banco de Portugal assegura que o Banco Espírito Santo tem capital para acomodar eventuais riscos que se materializem com incumprimentos em sociedades do Grupo Espírito Santo.
A carregar o vídeo ...

O Banco Espírito Santo está protegido, garantiu esta sexta-feira, 18 de Julho, o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa. Mesmo que todas as incertezas em torno do Grupo Espírito Santo se materializassem, o banco permaneceria sólido.

 

"Se tudo corresse mal, a solvência estaria garantia e os clientes estariam salvaguardados", disse o responsável do supervisor do sector financeiro na audição na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública. 

 

"O banco cumpre os rácios de solvência", disse o governador aos deputados na sua intervenção inicial de mais de 20 minutos. "Há algumas incertezas, incertezas acomodáveis dentro da almofada" de capital que o BES constituiu. O banco agora liderado por Vítor Bento tem uma almofada de 2,1 mil milhões de euros que, mesmo que a gastasse, cumpriria ainda as

Há algumas incertezas, incertezas acomodáveis dentro da almofada de capital que o BES constituiu.
 
Carlos Costa
Governador do Banco de Portugal

exigências mínimas de capital. E essa almofada cobre a exposição directa e indirecta às empresas do ramo não financeiro do Grupo Espírito Santo, actualmente em dificuldades financeiras e que, segundo se noticia, podem estar perto de pedir protecção de credores.

 

Uma grande incerteza é a situação no BES Angola mas que Carlos Costa diz estar "convencido" de que haverá uma solução.

 

Depois das incertezas estarem resolvidas, haverá investidores interessados em adquirir uma participação no BES. Em último caso, como já disse ontem Maria Luís Albuquerque e repetiu Carlos Costa, haverá ainda a "linha de recapitalização".

 

Entretanto, mesmo que a acção do BES em bolsa permaneça sob pressão, o Banco de Portugal permancertá disponível para suportar eventuais necessidades caso a sua posição de liquidez se deteriore". 

 

(Notícia actualizada às 11h33)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI