Banca & Finanças Carlos Tavares passa a ser supervisionado por Carlos Costa
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Carlos Tavares passa a ser supervisionado por Carlos Costa

A mutualista presidida por Tomás Correia avança com Carlos Tavares para a presidência do Montepio. O BCE tem-se mostrado contra a acumulação de cargos de “chairman” e CEO. Mota Pinto passa a ser apenas administrador.
Carlos Tavares passa a ser supervisionado por Carlos Costa

Carlos Tavares é o novo nome proposto para a presidência executiva e, ao mesmo tempo, para a presidência do conselho de administração do Montepio. Nas novas funções, será supervisionado por Carlos )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado bicho 11.03.2018

E quem supervisiona Carlos Costa?
O M.P. que investigue o passado e presente destes personagens.

comentários mais recentes
Mr.Tuga 12.03.2018

......

A nossa "elite" de treta.....

J. SILVA 12.03.2018

É uma "chaga cancerígena" em Portugal, os acionistas de referência(neste caso a Associação de Mutualistas" nomearem os gestores não por competência mas por ligações/influência face ao poder político, descurando a competência e independência. Depois acontecem tragédias como a PT, BES, BPN and so on.

bicho 11.03.2018

E quem supervisiona Carlos Costa?
O M.P. que investigue o passado e presente destes personagens.

General Ciresp 11.03.2018

O corpo bankeiro e deformado,mas a deformacao nao para de aumentar.Os bancos mais parecem esconderijos desta ELITE falhada.Porca maneira de solidarizar.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub