Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carlos Tavares confirmado como número dois da Renault

A fabricante francesa indica que o português começa hoje a assumir, de forma progressiva, as novas funções de director-geral delegado para as operações da Renault, que desempenhará definitivamente a partir de 1 de Julho.

  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
Carlos Tavares vai mesmo assumir o segundo cargo da hierarquia da Renault, segundo confirmou a própria fabricante automóvel. O português assume hoje, progressivamente, as suas novas funções, para desempenhar, de forma definitiva, a liderança da Direcção-Geral Delegada para as operações da Renault a partir de 1 de Julho.

De acordo com um comunicado de imprensa da Renault, Carlos Tavares foi hoje escolhido pelo CEO, Carlos Ghosn, que assegurou que tal nomeação “é uma primeira etapa no reforço da gestão da Renault”. Segundo a companhia francesa, o cargo que Tavares vai ocupar é semelhante ao que ocupava na delegação da Nissan para o continente americano, empresa que tem uma aliança com o grupo Renault.

“Carlos Tavares conhece a indústria automóvel em todas as suas dimensões” descreve Ghosn no comunicado divulgado pela empresa. “As suas competências e a sua experiência serão trunfos determinantes para a Renault no momento em que estamos no primeiro ano do nosso plano Renault 2016 – Drive the Change”, refere.

Tavares estará envolvido neste projecto, que pretende um progresso mais rápido do "desenvolvimento nos mercados internacionais e uma importante evolução nas novas tecnologias e, em particular, no domínio do veículo eléctrico”.

Apesar de estar ligado também ao “desenvolvimento das implantações do grupo em França”, as funções a desempenhar pelo gestor ainda não estão totalmente delineadas, já que a empresa se encontra num processo de reorganização, que vai alterar as áreas de cada director.

A notícia da nomeação de Carlos Tavares tinha sido hoje avançada pelo francês “La Tribune” e, posteriormente, adiantada pela agência Bloomberg.

O português tem 52 anos e entrou para a Renault em 1981, onde esteve até 2004, quando assumiu a liderança Nissan na América. Volta agora para o grupo francês, para substituir Patrick Pelata, que se demitiu depois de ter despedido três executivos por uma alegada divulgação de informações confidenciais.

Ver comentários
Saber mais Renault Carlos Tavares Nissan director-geral delegado para as operações da Renault
Outras Notícias