Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carrefour diz-se aberto à compra de activos da Sonae no Brasil

O Carrefour está disponível para negociar a aquisição de lojas da portuguesa Sonae no Sul do Brasil, afirmou esta terça-feira o director geral do grupo de retalho francês no país, Jean-Marc Pueyo.

Negócios negocios@negocios.pt 13 de Dezembro de 2005 às 18:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Carrefour está disponível para negociar a aquisição de lojas da portuguesa Sonae no Sul do Brasil, afirmou esta terça-feira o director geral do grupo de retalho francês no país, Jean-Marc Pueyo.

«Nós compramos as 10 lojas do Big (que pertenciam à Sonae) em São Paulo e ficamos abertos para fazer uma negociação com eles (sobre os ativos no Sul). Parece-me que estão bem avançados com o Wal-Mart, então estamos esperando a finalização desse processo para ver se tem condição. Mas estamos abertos», disse Puyeo, citado pela Reuters, durante a apresentação da centésima loja com a bandeira Carrefour no Brasil.

A imprensa chegou a noticiar no final de Novembro que a rede norte-americana Wal-Mart teria fechado a aquisição dos activos remanescentes da Sonae no mercado brasileiro por cerca de 700 milhões de dólares. Até agora, contudo, o negócio não foi anunciado pelas empresas. De acordo com informações no site da Sonae, o grupo português tem 141 lojas no Brasil, principalmente no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina.

«Estamos sempre atentos e discutindo com eles (Sonae)», acrescentou Pueyo, que garantiu, no entanto, que o Carrefour não chegou a fazer uma oferta à Sonae pelos ativos no Sul, segundo a Reuters.

Questionado sobre se o grupo francês faria uma proposta pelos negócios da Sonae no Brasil caso a Wal-Mart não feche a compra, o executivo do Carrefour foi enfático: «Claro que sim».

Em Junho deste ano, o Carrefour anunciou a compra de 10 lojas Big localizadas em São Paulo que pertenciam à Sonae, por 317 milhões de reais.

Actualmente, o grupo francês é o segundo maior do sector de retalho do Brasil, atrás do líder Pão de Açúcar e à frente da Wal-Mart.

Ver comentários
Outras Notícias