Empresas Casino de Lisboa financia Parque Meyer e Pavilhão Carlos Lopes

Casino de Lisboa financia Parque Meyer e Pavilhão Carlos Lopes

Quase três anos após a inauguração do Casino de Lisboa foram agora atribuídas as primeiras verbas provenientes da contrapartida inicial desta concessão de jogo. O Executivo desbloqueou 39% dos 30 milhões de euros iniciais exigidos à Estoril-Sol, com vista a arrancar com a recuperação do Parque Mayer e do Pavilhão Carlos Lopes. Agora a Câmara de Lisboa terá que aplicar este financiamento até 2010.
Ana Torres Pereira 05 de janeiro de 2009 às 00:01
Quase três anos após a inauguração do Casino de Lisboa foram agora atribuídas as primeiras verbas provenientes da contrapartida inicial desta concessão de jogo. O Executivo desbloqueou 39% dos 30 milhões de euros iniciais exigidos à Estoril-Sol, com vista a arrancar com a recuperação do Parque Mayer e do Pavilhão Carlos Lopes. Agora a Câmara de Lisboa terá que aplicar este financiamento até 2010.

Em 2003, quando o Estado e a Estoril-Sol assinaram o contrato de concessão do Casino de Lisboa ficou previsto que a verba da contrapartida inicial seria destinada a financiar o Parque Mayer, o pavilhão desportivo Carlos Lopes e a criação de um museu. No entanto, estas verbas só seriam atribuídas após a apresentação de um projecto por parte do município de Lisboa, situação que só agora se verificou.

logo_empresas



Marketing Automation certified by E-GOI