Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CEO da ANA admite retoma de 50% em agosto ou setembro

Thierry Ligonnière garante que os aeroportos portugueses estão prontos para regressar à atividade e prevê que o transporte aéreo tenha uma retoma progressiva até ao fim do ano, ainda que sem comparação com 2019.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 15 de Maio de 2020 às 13:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O presidente executivo da  ANA-Aeroportos de Portugal afirmou esta sexta-feira, na teleconferência organizada pela Nova SBE sobre "turismo: A reinvenção de um setor" que a retoma da atividade do transporte aéreo vai ser" progressiva até ao fim do ano",  sendo certo que "não vamos chegar obviamente aos níveis de 2019".

Admitindo algum otimismo, Thierry Ligonnière disse poder esperar "uma retoma da ordem dos 50% talvez em agosto ou setembro".

O CEO da ANA garantiu que os "aeroportos portugueses estão prontos para a retoma da atividade" ao nível das medidas sanitárias que já foram implementadas e que hoje têm já "voos para principais capitais europeias".

"Os aeroportos de Portugal estiveram na linha da frente na Europa nestas questões, começaram-se a implementar muito rapidamente medidas proteção individual", como desinfetante ou máscaras, medidas de distanciamento social e tecnologias sem contacto, como testes de temperatura. "Medidas que têm sido eficazes", garantiu, salientando que entre os trabalhadores da ANA e Portway  "não houve nenhum contágio desde o início da crise".

"É a prova que as medidas foram eficazes e que aeroportos estão prontos para retoma", afirmou, apelando contudo à necessidade de haver coordenação ao nível europeu para o desconfinamento.

Thierry Ligonnière garantiu ainda que o espírito do grupo francês Vinci, dono da ANA, "é positivo e entusiástico relativamenete à situação em Portugal". "Continuamos a acreditar no potencial de Portugal. Essa situação é temporária, não sabemos ainda quanto vai durar, mas sabemos que vamos sair disto", disse.

"Vamos precisar novamente de investimento de capacidade, nós vamos continuar a apostar através dos novos investimento no desenvolvoimento da nossa capacidade e a acolher o turismo que tínhamos há umas semanas atrás e ainda mais no futuro", garantiu.

Ver comentários
Saber mais turismo ANA aeroportos covid-19
Mais lidas
Outras Notícias