Empresas CEO da Apple recebeu aumento de 74% no bónus anual

CEO da Apple recebeu aumento de 74% no bónus anual

No total, em prémio e salários, Tim Cook levou para casa 102 milhões de dólares no ano fiscal de 2017.
CEO da Apple recebeu aumento de 74% no bónus anual
Reuters
Rita Faria 28 de dezembro de 2017 às 09:11

O aumento dos lucros e receitas da Apple este ano reflectiu-se nos prémios salariais pagos ao CEO da empresa. Segundo avança a Bloomberg esta quinta-feira, 28 de Dezembro, Tim Cook viu o seu bónus anual relativo ao ano fiscal de 2017 crescer 74% para 9,33 milhões de dólares (cerca de 7,85 milhões de euros).

Em salários, o líder da criadora do iPhone recebeu 3,06 milhões de dólares (cerca de 2,57 milhões de euros), a que se juntaram mais 89,2 milhões de dólares de prémios em acções. No total, no ano que terminou a 30 de Setembro, Tim Cook levou para casa 102 milhões de dólares (85,8 milhões de euros).

Quanto aos cinco principais executivos da Apple, o bónus foi de 3,11 milhões de dólares, elevando o total das remunerações, incluindo salários e prémios em acções, para 24,2 milhões de dólares, cada um.

De acordo com a Bloomberg, pela primeira vez, Tim Cook apresentou uma factura de 93.109 dólares relacionada com deslocações pessoais em aviões privados. Isto porque a empresa decidiu que, este ano, por razões de segurança, o CEO deveria usar aviões privados para viagens de negócio e pessoas. Os custos com segurança pessoal ascenderam a 224.216 dólares.

As acções da Apple subiram 47% este ano, muito acima do S&P500. Em Novembro, pouco depois do início do actual ano fiscal, a empresa lançou o iPhone X, uma actualização há muito esperada do icónico smartphone da marca.

Recentemente, porém, vários analistas cortaram as suas estimativas para as encomendas do iPhone X nos primeiros três meses de 2018, devido ao elevado preço e à falta de inovações "interessantes", que deverão penalizar a procura.