Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CEO da BlackBerry acredita que empresa vai dar a volta depois apresentar novo smartphone

O líder da BlackBerry defende que a empresa já tocou no seu ponto mais baixo após as receitas do segundo trimestre terem caído e o envio de smartphones ter atingido o nível mais baixo desde 2007. A empresa apresentou um novo smartphone com sistema operativo Android.

Bloomberg
Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 25 de Setembro de 2015 às 18:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O CEO da BlackBerry, John Chen, considera que a tecnológica já atingiu o seu ponto mais baixo, isto depois das receitas do segundo trimestre terem caído e as remessas de smartphones terem atingido o nível mais baixo desde 2007.

Segundo a Bloomberg, o líder da empresa assegurou aos investidores que a empresa vai ter receitas de 500 milhões de dólares em Março de 2016 e estabilizar as vendas com a ajuda do novo telemóvel, chamado "Priv", que vai estar equipado com o sistema operativo Android, da Google.

Ao mudar de sistema operativo – a BlackBerry tem o seu próprio sistema – John Chen estará a tentar combinar a reputação em termos de segurança que a empresa tem, com o grande mercado do Android de forma a tentar travar as perdas da divisão de dispositivos da BlackBerry, segundo agência norte-americana.

"Este telefone é a resposta para os antigos utilizadores da BlackBerry que sentem falta do teclado mas que também precisam de aplicações", defendeu Chen.

Segundo dados da Bloomberg, a BlackBerry enviou 800 mil unidades no trimestre, o número mais baixo em oito anos. Para o analista John Butler, citado pela Bloomberg, "os dispositivos para negócios, diria, não estão mortos ainda mas está num mau estado" pois "oitocentas mil unidades não é nada".

Relativamente ao novo smartphone com sistema operativo Android, John Butler, defende que "se esse esforço for bem-sucedido e os dispositivos ressoarem com a base essencial de clientes que eles sempre andaram atrás, que são os governos e as empresas, então qual é o racional de manter-se proprietário de um sistema operativo sem aplicações".

O líder da BlackBerry, John Chen, assinalou ainda que as receitas totais vão crescer ligeiramente no próximo trimestre. 

Ver comentários
Saber mais BlackBerry tecnologias telecomunicações
Outras Notícias