Banca & Finanças CGD vende antiga sede do CaixaBI à Zurich

CGD vende antiga sede do CaixaBI à Zurich

A Zurich adquiriu o edifício em que o CaixaBI, banco de investimento da CGD, estava localizado até ao Verão passado. Não há valores para a transacção.
CGD vende antiga sede do CaixaBI à Zurich
Diogo Cavaleiro 20 de fevereiro de 2018 às 11:00

A Caixa Geral de Depósitos vendeu a sede em que o seu banco de investimento trabalhava até ao Verão passado. O banco público não revela o valor do negócio através da qual o novo dono do imóvel passou a ser a Zurich.

 

"O Caixa – Banco de Investimento, S.A. (CaixaBI), unidade de banca de investimento do Grupo Caixa Geral de Depósitos, concretizou a venda do imóvel da sua antiga sede em Lisboa, à Zurich – Companhia de Seguros Vida, S.A", assinala uma nota de imprensa divulgada pela instituição financeira esta terça-feira, 20 de Fevereiro.

 

A instituição financeira liderada por Paulo Macedo não revela preço de venda. Questionada pelo Negócios sobre o impacto da operação no balanço, a CGD diz apenas que "teve mais-valias".

 

O imóvel em causa, localizado no número 33 da Rua Barata Salgueiro, transversal da Avenida da Liberdade, é um edifício de escritórios, contando com uma área de 4.750 metros quadrados e 13 pisos. Até Agosto do ano passado, albergava o banco de investimento que transitou depois para a Avenida João XXI, onde se encontravam os serviços da CGD.

 

"A alienação ocorreu através de processo competitivo de consulta ao mercado, assessorado pela Cushman & Wakefield, com numerosos investidores nacionais e internacionais a manifestarem interesse e a apresentarem propostas", adianta ainda a informação transmitida às redacções, sem contudo avançar o número exacto de quantas propostas vinculativas foram apresentadas. A venda ocorre num momento em que tem estado movimentado o imobiliário, sobretudo nas grandes cidades. 

 

A vencedora do procedimento, a Zurich, está já presente naquela rua, a poucas portas de distância, com a Cinemateca pelo meio: a morada é Rua Barata Salgado n.º 41. A nota divulgada não revela qual o fim da aquisição do imóvel por parte da seguradora.

 

O CaixaBI vende este imóvel meses depois de ter saído daquela zona, por conta do esforço da CGD de conter os custos no âmbito do plano estratégico. O banco de investimento foi integrado na sede do grupo bancário. 

 

Se neste negócio a CGD não revela o valor, noutras operações imobiliárias divulgadas pelo banco este ano não indicou quem foram os compradores. A Caixa Geral de Depósitos vendeu, em Dezembro, o Edifício Marconi, onde esteve sediada esta operadora integrada na Portugal Telecom. A esta transacção juntou-se ainda a alienação de dois imóveis de escritório. Juntas, as três operações renderam 68 milhões de euros ao banco público, mas não foram discriminados os montantes por negócio. 

 

"No ano de 2017, a Caixa Geral de Depósitos alienou 3.100 imóveis por todo o país, sobretudo fora dos centros urbanos de Lisboa ou do Porto", anunciou o banco em Janeiro. O encaixe foi de 338 milhões de euros, o que representa um aumento de 58% em relação ao ano passado. 

 




pub