Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CGD: Operação da Brisa é de "reestruturação e recuperação de crédito"

Banco estatal garante que "não teve qualquer contacto com o Governo sobre a OPA à Brisa.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 20 de Abril de 2012 às 16:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
José de Matos, CEO da CGD, disse hoje na comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas que na OPA lançada pela José de Mello e pela Arcus, sobre a Brisa, o banco "não está a financiar uma OPA enquanto tal", mas que se trata sim de uma operação de "reestruturação e recuperação de crédito".
"Estamos a fazer uma operação de crédito que nos permite reforçar garantias que temos desse crédito", afirmou o responsável, acrescentando que "não escolhemos o financiamento em função do tamanho das empresas, mas do risco e do valor aplicado".

José de Matos, que recusou avançar o montante que a CGD aceitou financiar a José de Mello e Arcus na OPA sobre a Brisa, garantiu que o banco público "não teve qualquer contacto com o Governo sobre esta matéria", a qual "estava a ser estudada há vários meses".

"Temos de proteger os sectores que precisam de ser segurados para evitar falências em cadeia", afirmou, acrescentando que a CGD não é o único banco que participa nesta operação e que "todos eles têm de defender o seu balanço e reestruturar crédito para evitar problemas maiores".

"O único interesse que temos é manter o fluxo de financiamento dessas empresas e evitar um efeito cascata" e "reforçar as nossas garantias nos créditos", disse.

"É uma operação destinada a reforçar garantias do nosso crédito. Não é uma operação especulativa", sublinhou.

Ver comentários
Saber mais Brisa
Outras Notícias